Jornal do Tempo | Notícias

Amplitude e inversão térmica ocorrem nos próximos dias em São Paulo

Frio pela manhã, calor à tarde, tempo seco e qualidade do ar ruim predominam até o fim de semana na capital paulista

28/06/2016 15:53:00

Por: Monique Gentil

A amplitude térmica marcou a última semana de junho em São Paulo. Apesar de o frio diminuir durante a semana, as temperaturas ainda ficam próximas dos 13ºC pela manhã e à tarde o tempo aberto e seco faz com que a sensação de calor aumente e as máximas cheguem perto dos 25ºC, de acordo com a Somar Meteorologia.

“A chuva não deve voltar a ocorrer em São Paulo até a próxima semana, por isso, além desta amplitude, a inversão térmica também será frequente nos próximos dias”, comenta o meteorologista da Somar, Celso Oliveira.

A inversão térmica é um fenômeno que ocorre a mais ou menos 1km de altitude. O ar passa a registrar temperatura mais elevada e fica mais quente do que a camada de ar abaixo dela. O ar mais frio tem maior densidade e, portanto, tende a descer para o solo. Quando esse processo acontece, dificulta a dispersão de poluentes no ar e pode prejudicar principalmente que já possui problemas respiratórios e alérgicos.

Em São Paulo, o problema vai ainda mais além. “De manhã temos uma grande concentração de poluentes por conta do ar frio, mas o fato de ter sol à tarde não significa que esse quadro melhora, porque enquanto o índice de poluição da manhã diminui, a quantidade de ozônio, liberada principalmente por meios de transporte, aumenta”, explica Oliveira.

Segundo o meteorologista, a chuva e o vento não diminuem a quantidade de poluentes na atmosfera, mas auxiliam na sua dispersão. “Isso significa que quando o tempo está seco e aberto, sem vento, os poluentes ficam mais perceptíveis, e quando chove, a umidade torna esse ar mais tolerável”.

Últimas notícias

Buscar notícias