Jornal do Tempo | Notícias

Veja como será o Verão 2019

A expectativa é de um verão com temperaturas entre a média e acima da média na maior parte das regiões, com destaque para o Pantanal, Distrito Federal e boa parte do Norte

21/12/2018 13:57:00

Por: Redação Somar

Depois de uma primavera fria, o verão 2019 começa a se aproximar.

A nova estação que se inicia no Hemisfério Sul oficialmente no dia 21 de dezembro às 20h23, pelo horário de Brasília, e vai até às 18h58 do dia 20 de março de 2019.

A boa notícia é que o verão será caracterizado pelo calorão, porém a estação que normalmente é bem chuvosa vai chegar trazendo dúvidas sobre a distribuição e a quantidade da precipitação no Brasil.

Temperaturas no Verão 2019
Diferentemente da atual Primavera e do registrado no Verão passado, o calor será mais presente no início de 2019.

Tanto que a temperatura ficará acima do normal na maior parte do país. Há maior chance de calor acima da média no Norte, fruto direto da previsão de chuva abaixo da média.

Haverá formação de El Niño?
As dúvidas também surgem em função da temperatura do Pacífico que está mais elevada que o normal desde meados de 2018, mas que não foi suficiente para o desenvolvimento de um fenômeno El Niño até o momento.

Embora a previsão da formação de um El Niño exista, a previsão é que o fenômeno seja fraco. Então, não ficará tão marcado suas características na próxima estação, tanto que há previsão de chuva entre a média e acima da média na maior parte do Brasil.

Como será a chuva durante a nova estação?
Para o primeiro trimestre de 2019, período que engloba a maior parte do verão, a previsão é de chuva entre a média e acima da média no Sul, Triângulo Mineiro, leste e norte do Nordeste e o sudoeste da Região Norte, entre o Acre, Rondônia e sul e oeste do Amazonas.

Por outro lado, o acumulado de chuva não será suficiente para alcançar a média entre o leste do Paraná e a divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais, em Mato Grosso do Sul, no Recôncavo Baiano e nas porções leste e norte da Região Norte.

Isto não implica obrigatoriamente em ausência completa de chuva nas áreas com chuva abaixo da média e chuva regular nas áreas com chuva acima da média.

O Verão nas cinco regiões do país:
Região Sul

Há previsão de chuva acima da média na Região Sul, além do chamado Mercosul Agrícola.

Neste caso, a precipitação mais intensa é algo influenciado pela temperatura do oceano Pacífico. No último ano, por exemplo, com o Pacífico mais frio, a região enfrentou longa estiagem.

Regiões Sudeste e Centro-Oeste
Nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, as áreas com chuva abaixo da média indicam menor chance de longos períodos fechados e chuvosos.

A atenção fica para a região de Furnas (sul de Minas Gerais) e Vale do Paraíba, entre São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. Embora tenha chovido de forma intensa na primavera, isto não implicará obrigatoriamente em continuidade da precipitação na nova estação.

A maior parte da chuva acontecerá na forma de pancadas.

Região Nordeste
No leste e norte do Nordeste, apesar de parecer um contrassenso, a chuva acima da média acontece de forma indireta pelo El Niño.

Quando o Pacífico aquece, um sistema chuvoso tropical chamado de Alta da Bolívia desloca-se para o oeste da América do Sul.

Isto faz com que outro sistema comum do continente, chamado de Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN) migre da costa para o interior do Nordeste.

O centro do VCAN inibe chuva, enquanto que a borda causa pancadas de chuva.

O leste e norte do Nordeste ficarão sob a parte ativa do sistema, fazendo com que a precipitação fique acima do normal.

Região Norte
Outra área influenciada pelo aquecimento do Pacífico será o leste e o norte da região Norte. A região dependente de um sistema chamado Zona de Convergência Intertropical e que enfraquece em períodos de El Niño.

Há previsão de chuva abaixo da média no Maranhão, Pará, Amapá, Roraima, Amazonas e Acre. Neste caso, trata-se de algo esperado para um ano de El Niño, especialmente nos cinco primeiros estados.

Últimas notícias

Buscar notícias