Jornal do Tempo | Notícias

Mato Grosso lidera ranking de queimadas

Depois do frio, temperaturas ficam elevadas no Centro-Oeste e Mato Grosso lidera em número de focos de queimada devido o predomínio de tempo seco

12/07/2018 14:52:00

Por: Redação Somar

Uma massa de ar polar conseguiu alcançar a Região Centro-Oeste do país nesta semana e derrubou as temperaturas, principalmente entre o Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, onde houve recordes de frio.

Além disso, a umidade relativa do ar tem ficado com índices abaixo do ideal para a saúde humana. Nos últimos dias, foram registrados índices abaixo de 30% em praticamente toda a região.

Tempo seco favorece aumento de focos de queimada
Em áreas da região Centro-Oeste, a estiagem já persiste por pelo menos 50 dias na maior parte dos três estados. A situação é ainda mais crítica em São Félix do Araguaia, próximo à divisa com o Tocantins, onde não chove de forma significativa – mais de 10mm – há mais de 90 dias. Assim como em Posse, nordeste de Goiás, que não recebe nenhuma gota de chuva há 89 dias.

O tempo seco favorece a formação de focos de incêndio. Segundo dados do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) do programa de monitoramento dos focos ativos, somente no mês de julho de 2018, o Brasil registrou 35018 focos de queimadas. Este valor representa aproximadamente 31% no estado de Mato Grosso onde o número de focos chega a 686, sendo considerado hoje, o estado campeão de queimadas.

Ao longo deste ano, o número de focos de queimadas já chegou a 5042 somente no estado mato-grossense.

E como fica o tempo no fim de semana?
Mesmo com o predomínio do céu claro e bastante ensolarado, as temperaturas dos últimos dias ficaram mais amenas. No entanto, esse frio é passageiro e já perde intensidade no decorrer deste fim de semana, onde as temperaturas voltam a se elevar.

A massa de ar seco que predomina sobre a região é composta pela formação de áreas de alta pressão atmosférica, sendo a responsável por impedir o avanço de frentes frias e, consequentemente, não dá condições para a ocorrência de chuva. A tendência é que essa condição de tempo seco persista pelo menos até o fim do mês de julho.

Últimas notícias

Buscar notícias