Jornal do Tempo | Notícias

Dia de São José será comemorado com chuva no Nordeste

Confira como será o restante da quadra chuvosa na região:

16/03/2018 10:10:00

Por: Monique Gentil

Em 19 de março, o Brasil comemora o dia de São José, mas para o nordestino o dia do padroeiro cearense é ainda mais aguardado, isto porque acredita-se que se houver chuva nesta data, o inverno no Nordeste será de chuvas favoráveis para a agricultura, principal fonte de economia da região.

A previsão da Somar Meteorologia indica pancadas de chuva moderadas na cidade de Quixeramobim, no centro do Ceará, com acumulados de até 30mm entre a segunda-feira (19) e a terça-feira (20).

Segundo a meteorologista Desireé Brandt, São José deve mesmo cumprir a promessa em 2018. “Comparado aos últimos seis anos, em que a seca chegou a níveis extremos na região, os últimos meses já foram mais favoráveis em relação à chuva e com a ZCIT bem posicionada no Hemisfério Sul, além da atuação do La Niña no Pacífico e as águas do Oceano Atlântico mais quentes que o normal, tudo indica que os acumulados devem ser promissores para a agricultura até o final na quadra chuvosa”.

Entenda o regime de chuvas no Nordeste

Para além da fé nordestina, São José recebe ajuda de sistemas meteorológicos que são responsáveis pela manutenção da chuva no Nordeste.

De acordo com a meteorologista da Somar, Desirée Brandt, o regime de chuvas ocorre de maneiras diferentes em três épocas do ano. “No meio do ano, são as ondas de leste, instabilidades vindas do mar que provocam precipitações principalmente no leste nordestino. Perto do final do ano, a umidade da Amazônia traz as trovoadas para o interior da região”.

Já a quadra chuvosa, conhecida também como inverno nordestino, que ocorre entre os meses de fevereiro e maio, depende da ZCIT (Zona de Convergência Intertropical), um fenômeno que migra do Hemisfério Norte em direção ao Hemisfério Sul nesta época do ano e provoca chuva no norte do Nordeste.

“A quadra chuvosa também é muito influenciada pela temperatura do Oceano Atlântico, que banha o litoral do Nordeste e favorece o posicionamento da ZCIT quando suas águas estão mais aquecidas que o normal. O mesmo vale para o La Niña, que se configura no Oceano Pacífico quando as águas superficiais estão mais frias que o normal”, explica Brandt.

Últimas notícias

Buscar notícias