Jornal do Tempo | Notícias

Chuva retorna a região Sul

Áreas de instabilidade aumentam

12/03/2018 09:51:00

Por: Livia Fernanda

A região Sul do país começa a semana começa com muito sol e com o retorno das pancadas de chuva. A passagem de um sistema frontal afastado da costa favorece o aumento de umidade e provoca chuva a partir da tarde no centro norte do Rio Grande do Sul, leste de Santa Catarina e do Paraná. Também há expectativa de pancadas de chuva no oeste paranaense devido a áreas de instabilidade vindas do Paraguai.

O fim de semana foi bastante quente na região, Porto Alegre teve calorão de 34°C na tarde de domingo (11), registrando a temperatura mais elevada deste mês e desde o dia 09 de fevereiro, quando fez 35,1°C. Em Curitiba os termômetros registraram 29,9°C, sendo essa a temperatura mais alta de março até agora e desde o dia 09 de fevereiro, quando foi registrado 30,2°C na cidade.

Apesar da previsão de chuva não há expectativa de grandes volumes, mas os ventos aumentam e podem ultrapassar os 60km/h, fazendo assim, com que a temperatura mínima diminua na faixa leste da região. Nas demais áreas, especialmente na fronteira com a Argentina e Paraguai, a temperatura segue bastante elevada à tarde.

Temporais retornam ao sul do país esta semana

A partir de terça-feira (13), áreas de instabilidades voltam a trazer fortes pancadas de chuva, acompanhadas de rajadas de vento, para boa parte da região Sul. Inclusive com potencial para queda de granizo em áreas do Paraná e Santa Catarina. A temperatura mínima fica mais baixa em áreas do centro sul e Serra Gaúcha se comparada aos dias anteriores. Além disso, as regiões que fazem fronteira com a Argentina podem receber os maiores acumulados de chuva.

Mar agitado

Atenção para o mar bastante agitado nesta segunda (12) e terça-feira (13), como em Santa Vitória do Palmar e Chuí, onde as ondas do mar chegam aos 2,9 metros de altura, com ventos de Sul-Sudoeste e em torno de 50km/h de intensidade. As regiões de Torres, Xandri-Lá, Imbé, Cidreira, Tramandaí, Balneário Pinhal, Capão da Canoa e Arroio do Sal apresentam riscos para ondas entre 2,0 e 2,1 metros de altura, entre a terça e a quarta-feira (14), com ventos de Nordeste e de 25km/h.

Últimas notícias

Buscar notícias