Jornal do Tempo | Notícias

Precipitações volumosas atingem o Centro-Norte no fim de semana

Faixa que vai do Acre ao litoral baiano e capixaba deve receber os maiores acumulados

07/12/2017 17:20:00

Por: Monique Gentil

A Alta da Bolívia, fenômeno que favorece a formação de temporais no Centro-Norte durante a primavera e o verão junto a um sistema de baixa pressão que atua na costa do Sudeste, na altura do Espírito Santo, provoca precipitações volumosas na região central do país neste fim de semana. Já na região Sul o calor e o tempo firme predominam no domingo (10) e cidades podem registrar extremos de temperatura.

De acordo com a meteorologista Heloisa Pereira, da Somar Meteorologia, os maiores acumulados devem ser registrados no sábado (09) no norte do Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás, sul e litoral da Bahia, além do sul do Tocantins. Onde a alta nebulosidade impede a elevação das temperaturas e deixa a sensação de tempo mais ameno.

“Já no domingo, a chuva acontece principalmente no Acre, sudoeste de Rondônia e na metade sul do Tocantins”, comenta a profissional. No restante do Centro-Norte, a possibilidade de chuva é menor, mas ainda pode acontecer de forma fraca e em pontos isolados, acompanhada de trovoadas.

No Centro-Sul, o tempo firme predomina e as temperaturas se elevam. “As máximas podem chegar aos 40ºC no oeste do Rio Grande do Sul durante o domingo, e cidades da região podem registrar as temperaturas mais altas do ano. No restante da região Sul, interior de São Paulo e Mato Grosso do Sul, o calor é um pouco menor, mas as máximas ainda podem passar dos 30ºC”, afirma Heloisa.

A exceção fica por conta das áreas mais próximas ao litoral. Tanto na região Sul, quanto Sudeste, as cidades mais próximas ao mar devem ter temperaturas mais amenas, com máximas entre 25ºC e 27ºC.

Mesmo com a chuva, a sensação de calor continua predominante no Centro-Oeste, Norte e Nordeste e as máximas chegam perto dos 33ºC nas três regiões. “Apenas onde a chuva ocorre com maior intensidade, é que as temperaturas ficam mais baixas e não passam dos 25ºC”, finaliza Heloisa.

Últimas notícias

Buscar notícias