Jornal do Tempo | Notícias

Seca no campo afeta o bolso do consumidor

O preço das hortaliças deve disparar devido a falta de água

13/05/2014 09:35:00

Por: Aline Cardoso

A falta de chuva em áreas produtoras tem prejudicado a lavoura, e até mesmo setores que não costumam ser afetados serão impactados. É o caso da plantação de hortaliças, que terá o preço mais alto para o consumidor final. A condição climática tem sido preponderante no aumento do preço.

O tempo está muito seco entre São Paulo, Minas Gerais e Goiás, mas este problema começou no verão. Estação em que tivemos poucas chuvas e resultou em pouca água atualmente. Os rios e mananciais secaram ou estão com volume de água muito baixo. Tal volume não consegue alimentar toda a área produtora e dificulta a atividade de irrigação. “ O tempo está seco e não tem nada fora do normal. Estamos com o clima típico para está época do ano, o outono. Porém o comum para este período seria uma boa capacidade de reservas hídricas, o que não é a realidade atual” – comenta o meteorologista da Somar, Paulo Etchichury.

[*BTempo seco desfavorece a produção de tomate e batataB*]
[*BB*]
Os produtores sofrem com a falta de água para a irrigação das hortaliças e não há expectativa de melhora deste quadro. De acordo com a Somar Meteorologia, a expectativa é de tempo seco e com períodos curtos de chuva, o que está longe de ser uma chuva agrícola (10mm por dia) nos próximos meses. “Temos a esperança que esta realidade melhore no verão, mas agora o tempo está seco e vai continuar seco. A chuva retorna apenas na primavera ” – afirma o meteorologista Celso Oliveira.

O tempo seco desfavorece a produção de tomate (tanto de mesa quanto o industrial) e estes itens tem pressionado a inflação. “Além da falta de água, o tempo seco favorece a proliferação de pragas, como tripe e mosca branca” – informa o agrometeorologista da Somar, Marco Antônio. O resultado? Redução significativa nos índices de produtividade dessas lavouras. A mesma coisa acontece com a batata.

[*BEl Niño vai afetar o trigo no segundo semestreB*]
[*BB*]

A longo prazo, a tendência é que o trigo seja afetado com a volta do El NiÑo. Caso este sistema se confirme, o volume de chuva será alto no Sul do país. Assim, as perdas no trigo para o 2 º semestre podem afetar no preço do pão.

Últimas notícias

Buscar notícias