Jornal do Tempo | Notícias

Tufão mais intenso da história do Planeta atinge as Filipinas, com ventos de 275km/h

Até agora foram registradas três mortes no país, por causa do fenômeno

08/11/2013 11:31:00

Por: Rafaela Vendramini


O tufão Hayan, o décimo primeiro do Oceano Pacífico Noroeste, se formou no último domingo e chegou na quinta-feira nas Filipinas. Desde a madrugada de ontem os filipinos se preparam para a chegada da tormenta. Milhares de pessoas deixaram vilas da região central, área de alto risco que incluiu 100 comunidades costeiras, onde meteorologistas disseram que as águas subiriam até 7 metros de altura. Os marinheiros foram orientados a deixar o mar e aviões, helicópteros e navios da Marinha estão a disposição.

Na manhã desta sexta-feira o Hayan chegou as Filipinas, com rajadas de ventos de 275km/h. A pressão atmosférica no olho do tufão é maior já vista pelos meteorologistas. A tormenta está sobre a ilha de Samar, 600 quilômetros a sudeste de Manila, capital das Filipinas. Várias áreas, que estão no caminho do fenômeno, sofrerão com chuvas intensas, ventos devastadores, inundações e as ondas nas regiões costeiras podem chegar a seis metros de altura. Haiyan não atingirá diretamente a cidade de Manila, mas a capital filipina sentirá os efeitos do tufão e as autoridades já determinaram o fechamento das escolas.

Até o momento, três pessoas morreram e sete ficaram feridas, de acordo com informações do Governo das Filipinas. Duas pessoas foram eletrocutadas por linhas destruídas pelo tufão. A terceira vítima fatal foi atingida por um raio. Neste momento Haiyan está com ventos de 265km/h, entre as províncias de Iloilo e Capiz.

Por causa da velocidade e do tamanho, Hayan está classificado como Super Tufão de Categoria 5, a mais alta da escala Saffir-Simpson. Simulações indicam que a tormenta manterá força e intensidade, irá perder força apenas quando já estiver em alto mar, a oeste das Filipinas. Ainda não há previsão para dissipação.

Últimas notícias

Buscar notícias