Jornal do Tempo | Notícias

Frio intenso avança e pode nevar amanhã na Serra na Mantiqueira, entre SP, RJ e MG

23/07/2013 16:32:00

Por: Deliane Assis

A intensa massa de ar polar que atinge o Brasil já provocou neve nos três Estados da Região Sul e até em Mato Grosso do Sul. A Capital paranaense e o município de Paranhos-MS, por exemplo, não registravam o fenômeno desde 1975. Já na Grande Florianópolis, o último registro de neve aconteceu em 1955.

O frio avança pelo Sudeste e nesta terça-feira os termômetros marcaram 5,4°C em Itapeva, 6,4°C em Presidente Prudente e 6,7°C em Rancharia, no Estado de São Paulo; 10,5° no Pico do Couto e 12,9°C em Nova Friburgo, no Rio de Janeiro. Em Minas, a mínima foi de 8,9°C em Campina Verde e 9,1°C em Monte Verde.

A cidade de São Paulo registrou recorde de frio nesta manhã, com mínima de 9,2°C por volta das 7h da manhã no Mirante de Santana, na zona norte da cidade. O menor valor até então era de 10,2°C registrado no dia 9 de maio. O dia segue gelado e os termômetros não passam dos 10°C na Capital paulista, dos 12°C ao longo da divisa de São Paulo com o Paraná, dos 18°C no sul e oeste de Minas Gerais e dos 21°C no sul do Rio de Janeiro.

E os moradores do Sudeste podem aumentar os casacos amanhã, pois a previsão é de mais frio e novos recordes, com mínimas próximas de 0°C no sul de São Paulo e em torno dos 6°C no oeste e sul de Minas Gerais. Como há condição para chuva, os meteorologistas da Somar não descartam o risco de neve nesta quarta-feira na Serra da Mantiqueira, divisa entre os Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O fenômeno pode ocorrer, por exemplo, nos pontos mais altos de Campos do Jordão-SP, Monte Verde-MG e do Parque Nacional do Itatiaia-RJ.

Segundo o Parque Nacional do Itatiaia, o último registro de neve na região ocorreu no Pico das Agulhas Negras, em julho de 2010. Funcionário há 35 anos da Furnas Centrais Elétricas, que fica dentro do Parque, ao lado do Pico, Adauto Ribeiro da Silva lembra da última vez que ocorreu o fenômeno, numa tarde gelada de julho três anos atrás. Adauto conta que viu neve na região em 7 anos diferentes e já enfrentou temperatura de -13°C.

Em Minas Gerais, o último registro de neve foi em julho de 1986, no município de Pedralva. Antes disso, a cidade turística de Monte Verde registrou o fenômeno em 31 de maio de 1986. Já o município de Campos do Jordão ficou coberto de neve 66 anos atrás. Segundo os registros, nevou por cerca de 3 horas na cidade em 11 de junho de 1947.

Após uma manhã gelada e com risco de neve nos pontos mais altos, a tarde segue com temperaturas baixas em todo o Sudeste e a máxima não passa dos 15°C em todo o Estado de São Paulo e sul de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. A temperatura também entra em declínio no sul do Espírito Santo e os termômetros não passam dos 21°C. De acordo com os meteorologistas da Somar, a sensação de frio prosseguirá no centro e sul da Região Sudeste até o fim da semana.

Últimas notícias

Buscar notícias