NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) A semana começa com muitas instabilidades entre o Norte e o Sudeste do Brasil. Estas instabilidades são formadas devido ao corredor de umidade da Amazônia aliado com diversas instabilidades em outros níveis da atmosfera. Além das nuvens carregadas estas instabilidades provocam chuva forte e até mesmo queda de granizo, como a que aconteceu no último domingo em Brasília. Inclusive, os maiores volumes de chuva entre ontem e hoje ocorreram em Goiás e Distrito Federal. Já no Sul, uma área de alta pressão mantém o tempo firme nesta manhã de segunda-feira; tempo firme com poucas nuvens no céu também entre Amapá e o Nordeste. (CHUVA 24H) Os maiores volumes entre ontem e hoje até às 8h15 foram, segundo o Cemaden:Novo Gama-GO: 99mmAnápolis-GO: 89mmBrasília-DF: 46mmnazaré-BA: 43mmÁguas LIndas de Goiás-GO: 40mmMaragogipe-BA: 40mm (Monitoramento Hidrológico Sala de Situação SEMA RS 19/10/2020 8h) Condição Geral e destaques Nas últimas 24 horas não foram registrados volumes significativos nas bacias gaúchas. Nas estações monitoradas os principais rios do estado seguem estáveis ou em declínio. Para as próximas horas segue sem previsão de volumes significativos. Portanto a condição hidrológica de OBSERVAÇÃO segue indicada para todas as bacias do estado e deve seguir indicada ao longo de toda a semana. Informações detalhadas por locais em destaque Rio das Antas na estação Linha José Júlio: 2,17m ? Estável Rio Cai na estação Barca do Cai: 1,69m (Normal:  ~2,0m) ? Estável Rio dos Sinos em Campo Bom: 1,83m (Normal ~2m) ? Declínio Rio Gravataí na estação Corsan Alvorada: 2,62m (Normal ~2m) ? Declínio Guaíba na estação Caís Mauá: 0,85m (Normal: 1,2m) ? Estável Rio Jacuí na estação Passo São Lourenço: 1,73m (normal: ~3m). Estável Rio Jaguarão na estação Passo das Pedras: 1,61m (normal ~1,5m). Estável Rio Santa Maria na estação Dom Pedrito: 3,59m (Normal: ~4m). Estável Rio Ibicuí na estação Manoel Viana: 1,97m (Normal: ~1,0). Declínio Rio Quaraí na estação Quaraí: 0,66m (Normal: ~1,0). Estável (NÍVEL DO RESERVATÓRIO DE SOBRADINHO NO DIA 17/10 FOI DE 62,07%, PORÉM NESTE ANO O NÍVEL CHEGOU AOS 93,99% EM 12 DE MAIO | O MAIOR DESDE JUNHO DE 2009, VALE LEMBRAR QUE ENTRE DEZEMBRO DE 2019 À MARÇO DE 2020 FORAM MAIS DE 800MM DE CHUVA | A PARTIR DE JUNHO A CHUVA DIMINUIU BEM) Segundo dados da Agência Nacional de Águas (ANA), o volume útil do reservatório de Sobradinho, na Bahia, no dia 16 de outubro era de 62,39% e no dia 17 de outubro de 62,07%. Porém, o maior volume útil deste ano foi no dia 12 de maio, com 93,99%. E com esse valor foi realmente o maior nível desde 25 de junho de 2009, quando também registrou 93,99%. Isso há 11 anos atrás. Entretanto, o nível vem a cada dia caindo em Sobradinho, no norte da Bahia, lentamente, desde o dia 23 de junho, com 93,29%. Chegando em meados de outubro com 62,07% no dia 17/10, mas que no dia 01 de outubro era de 66,59%. Salienta-se que boa parte da chuva em Sobradinho-BA foi no verão, entre dezembro de 2019 a março de 2020, com mais de 800mm. Vale lembrar que essas chuvas tiveram influência do el niño modoki no geral durante o verão, entre aproximadamente novembro de 2019 e abril de 2020. E quando ela ocorre, não forma um corredor de umidade em direção ao sul do país, por isso ficou mais seco na metade sul, e a chuva fica mais concentrada em parte da faixa nordeste e, diferente do El niño clássico o canônico, no el niño modoki a zona de convergência intertropical (ITCZ ou ZCIT) consegue atuar e trazer mais chuva para o nordeste do país. Além disso, nesse mesmo período, a temperatura da superfície do mar do Atlântico estar mais quente que o normal. Onde a faixa do Atlântico Tropical Sul (TSA) estava bem quente do que a Atlântico Tropical Norte (TNA), isso também favorece o aumento de chuvas na região do Nordeste. Aliás, o ALT3 estava bem quente, faixa leste equatorial do Oceano Atlântico, e naquele período estava atuando também o Nino Atlântico, e segundo estudos quando isso ocorre, ajuda a trazer mais umidade e chuva no nordeste brasileiro. Além de ser um indicativo que nos próximos 6 meses, em média, se forme uma La Niña no Oceano Pacífico, mas ainda está em estudo essa relação, e não é regra é só um indicativo também. Previsão: Apesar de em novembro a chuva avançar no Nordeste, ela é mais frequente na Bahia, e consegue alcançar Sobradinho, porém nessa região a chuva diminui sua frequência e intensidade em dezembro, podendo voltar em janeiro segundo modelos numéricos dos EUA e do Canadá ou terminar abaixo da média, segundo modelo europeu. Estamos monitorando para ver se a la niña que nesta primavera é canônica ou seja clássica pode ser tornar modoki no decorrer do verão. Pois, há possibilidade que durante alguns meses no verão a chuva fique abaixo da média em parte do Nordeste (isso a maioria dos modelos), mas estamos monitorando ainda. (Deslizamento de terra no Vietnã) Deslizamento de terra no Vietnã foram relatados neste final de semana. Isso se deve às fortes chuvas atingiram o Vietnã na semana passada, causadas pela passagem de duas tempestades tropicais (Nangka e Linfa), além das chuvas constantes da estação. Ou seja, o Vietnã é frequentemente castigado por condições de tempo severas na estação chuvosa que vai entre junho a novembro (monção), pois as áreas da costa central são mais vulneráveis. Os contrastes de aquecimento devido aos limites de terra e mar conduzem às circulações dos ventos em grande escala, e mudam as condições de chuva em cada estação, e são chamadas de monções. E ressalta que monção significa estação. Nas últimas 2 semanas o número de mortes no Vietnã foi de pelo menos 70 pessoas. Mais de 130 pessoas morreram ou estão desaparecidas por conta de desastres naturais em todo o país no ano passado. O Camboja também foi atingido por fortes chuvas que causaram enchentes, e o número de mortos é de 20 agora. Os níveis dos rios em Quang Tri atingiram o nível mais alto em duas décadas, informou a mídia estatal. (RAJADAS DE VENTO DE MAIS DE 80KM/H NO SUL DO PARÁ NESTA TARDE E RAJADAS DE VENTO DE MAIS DE 60KM/H EM CAMPO GRANDE-MS E EM RIBEIRÃO PRETO-SP NESTA TARDE DE DOMINGO) Teve temporal nesta tarde no sul do Pará, o aeroporto do Cachimbo, em Novo Progresso-PA, registrou nesta tarde rajadas de vento de mais de 80km/h. No entanto, o maior acumulado de chuva em 24 horas foi em Rurópolis, PA, pela estação do CEMADEN. Vale lembrar que no estado do Pará há poucas estações meteorológicas. Destaque na tarde hoje também em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, pois teve rajadas de vento de 61,2km/h, por conta dos temporais que ocorrem desde a Região Norte até o oeste da Região Sudeste, passando por todo o Centro-Oeste. Não há registros de chuva pelo CEMADEN, no Mato Grosso do Sul, pois as estações pararam de funcionar no início da tarde. E pelo INMET, o maior acumulado de chuva no Mato Grosso do Sul foi de 12,4mm em Bonito. Já no estado de São Paulo, a chuva foi ocorre de forma bem isolada e entre São Carlos e Guaíra. Em Ribeirão Preto chegou a ser temporal, com rajadas de vento de mais de 60km/h. Pela estação do CEMADEN, foram 11mm nas estações do Distrito Norte e Jd. Prof. Antonio Palocci, em Ribeirão Preto. A climatologia de chuva para um mês de outubro é de 138,6mm em Ribeirão Preto. Vale lembrar que até o momento, Ribeirão Preto registrou o maior acumulado de chuva nas últimas 24 horas no estado de São Paulo. maiores rajadas de vento na tarde de hoje, no Brasil: 85,3km/h às 16 horas:(SBCC)Aeroporto do Cachimbo(Novo Progresso-PA)(redemet) 66,7km/h às 16 horas:BalnearioArroiodoSilva-BOOA-UFSC-SC(ciram) 62,6km/h às 16 horas:JATAI-GO(inmet) 61,2km/h às 16 horas:CAMPO GRANDE-MS(inmet) 61,2km/h às 14 horas:(SBRP)AeroportodeRibeiraoPreto-Dr,LeiteLopes(RibeiraoPreto-SP)(redemet) 60,1km/h às 14 horas:ALTOTAQUARI-MT(inmet) (GRANIZO EM BRASÍLIA-DF E EM ANÁPOLIS-GOIÁS) Segundo moradores de Brasília, DF, houve nesta tarde relatos de granizo. Assim como em Anápolis, em Goiás. https://twitter.com/GugaNoblat/status/1317922345563148295 Salienta-se que essas nuvens de chuva foram causadas pelo aumento de umidade no local, mais o calor e um cavado na região, que é causado pela ondulações atmosféricas, neste caso em torno dos 2 km de altitude, onde relativamente há uma região alongada de uma relativa baixa pressão. (PORTO ALEGRE-RS TEVE A TARDE MAIS QUENTE DESDE O FINAL DE ABRIL DESTE ANO) Porto Alegre, RS, teve uma temperatura máxima de 31,5°C, sendo a tarde mais quente deste mês e desta primavera. Além de hoje ser a tarde mais quente desde 28 de abril deste ano, quando fez 33,2°C. Salienta-se que a primavera começou no dia 22 de outubro, e vai até o dia 21 de dezembro. Arquivo gerado em 08:21:59, 19/10/20, segunda NÃO ESQUEÇA DE FAZER MANUALMENTE A VERIFICAÇÃO DOS DADOS E A CHECAGEM DOS RECORDES!!! (CHUVA) Pelas estações do INMET, hoje: Fortaleza-CE: 0,8mm Recife-PE: 0,4mm Maceió-AL: 0,4mm Salvador-BA: 1,6mm Brasília-DF: 27,6mm Goiânia-GO: 0,8mm Cuiabá-MT: 19mm Florianópolis (São José)-SC: 1mm (CHUVA DE ONTEM) Pelas estações do INMET, ontem: Belém-PA: 4,6mm Salvador-BA: 17,2mm Brasília-DF: 41,6mm Goiânia-GO: 3mm Campo Grande-MS: 1mm Vitória-ES: 2,8mm Florianópolis (São José)-SC: 1mm (VENTO) Pelo INMET, ontem: Campo Grande-MS: 61,2 km/h Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 51,5 km/h Hoje pelas estações automáticas do INMET: Não foram registradas rajadas de vento significativas (acima de 50km/h) nas últimas horas. (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: Macapá-AP: 24,9°C, mesma sensação Belém-PA: 23,2°C, mesma sensação Palmas-TO: 26°C, mesma sensação Manaus-AM: 25,3°C, mesma sensação São Luis-MA: 25,9°C, com sensação de 27,3°C Fortaleza-CE: 25,1°C, mesma sensação Natal-RN: 25,3°C, mesma sensação Recife-PE: 21,5°C, mesma sensação Aracaju-SE: 25°C, mesma sensação Salvador-BA: 22,6°C, mesma sensação Brasília-DF: 17,5°C, com sensação de 16,6°C Goiânia-GO: 20,1°C, mesma sensação Cuiabá-MT: 22,4°C, mesma sensação Campo Grande-MS: 20,3°C, mesma sensação Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 17,6°C, com sensação de 16,2°C Vitória-ES: 19,6°C, mesma sensação Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 21,4°C, mesma sensação São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 17,8°C, com sensação de 16,3°C Curitiba-PR: 14,4°C, com sensação de 13,4°C Florianópolis (São José)-SC: 20,1°C, mesma sensação Porto Alegre-RS: 17,2°C, mesma sensação (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Macapá-AP: 33,9°C Belém-PA: 32,6°C Palmas-TO: 37,8°C Manaus-AM: 32,4°C São Luis-MA: 31,6°C Teresina-PI: 38,9°C Fortaleza-CE: 32,3°C Natal-RN: 29,4°C Recife-PE: 30,6°C Aracaju-SE: 31°C Salvador-BA: 26,5°C Brasília-DF: 30,6°C Goiânia-GO: 34,3°C Cuiabá-MT: 38,1°C Campo Grande-MS: 33,6°C Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 26°C Vitória-ES: 26,6°C Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 27,6°C São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 26,3°C Curitiba-PR: 19,6°C Florianópolis (São José)-SC: 25,8°C Porto Alegre-RS: 31°C (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações do INMET, ontem: Palmas-TO: 28% (Estado de Atenção) Teresina-PI: 21% (Estado de Atenção) Goiânia-GO: 28% (Estado de Atenção) Cuiabá-MT: 25% (Estado de Atenção) (NEVOEIRO) Até as 08:22:07, de acordo com os Aeroportos: Nenhum dos principais aeroportos das capitais brasileiras registraram nevoeiro nas últimas horas. (FENÔMENOS DIVERSOS NOS AEROPORTOS) Nos Aeroportos, até às 08:22:08: O Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira de Oliveira (Porto Velho-RO) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. O Aeroporto Internacional Marechal Rondon (Cuiabá-MT) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas.