NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

DESTAQUES DO BRASIL E DO MUNDO (PREVISÃO) - OUTONO COMEÇA COM TEMPO FIRME E FRIO NO INTERIOR DA REGIÃO SUL - TEMPERATURA NO SUL COMEÇA A SUBIR AOS POUCOS NO FINAL DE SEMANA - OUTONO COMEÇA TRAZENDO MUDANÇAS NO TEMPO E QUEDA NA TEMPERATURA NO SUDESTE (O QUE ACONTECEU) - FORTES CHUVAS E COM VENTOS DE MAIS DE 80KM/H NA METADE SUL DO MATO GROSSO DO SUL NA QUARTA-FEIRA (20) - BATAGUASSU-MS CHEGOU A REGISTRARA MAIS DE 100MM EM 24 HORAS (MAIS DA METADE DE SUA CLIMATOLOGIA DESTE MÊS TODO) - PONTA PORÃ-MS ACUMULOU 78MM DE CHUVA EM 24 HORAS - O QUE AJUDOU A REGISTRAR 312,2MM NESTE MÊS ( O QUE É MAIS DO QUE O DOBRO DE SUA MÉDIA HISTÓRICA DE MARÇO) - CAMPO GRANDE-MS CHOVEU 37MM E COM VENTOS DE 65KM/H - CHOVEU MAIS DE 80MM E COM VENTOS QUE SUPERARAM OS 70KM/H NO INTERIOR DE SÃO PAULO NO FINAL DA QUARTA - INÍCIO DE OUTONO TEM PELA TERCEIRA VEZ NO ANO A SUPERLUA - NESTA MADRUGADA PORTO ALEGRE-RS JÁ REGISTROU A MENOR TEMPERATURA MÍNIMA DESTE ANO DE 2019 -2 PESSOAS MORRERAM EM BAURU-SP DEVIDO AS FORTES CHUVAS ENTRE ONTEM E HOJE [CAPITAIS EM MARÇO] - BELÉM COM SEUS MAIS DE 400MM É A CAPITAL QUE MAIS CHOVEU NESTE MARÇO - ATÉ AGORA: RIO DE JANEIRO E SÃO PAULO SÃO AS ÚNICAS CAPITAIS NESTE MÊS QUE REGISTROU ACUMULADOS ACIMA DAS SUAS MÉDIAS HISTÓRICAS - PELOS DADOS DA PREFEITURA DO RIO, ALGUNS BAIRROS JÁ APRESENTAM OS MAIORES ACUMULADOS DE CHUVA EM 9 ANOS PARA UM MÊS DE MARÇO - SÃO PAULO TEM O MARÇO MAIS CHUVOSO DOS ÚLTIMOS 3 ANOS - SÃO LUIS, FORTALEZA E RIO BRANCO JÁ REGISTRAM O MARÇO MAIS CHUVOSO DOS ÚLTIMOS 3 ANOS - PALMAS JÁ TEM O MARÇO MAIS CHUVOSO EM 5 ANOS ================================ NOTÍCIAS DO BRASIL E DO MUNDO Chuva MS https://www.midiamax.com.br/cotidiano/2019/video-com-sala-de-aula-inundada-alunos-precisam-subir-em-carteiras-durante-a-chuva/ https://www.midiamax.com.br/cotidiano/2019/com-60-mm-de-chuva-em-uma-hora-tempestade-alaga-e-derruba-arvores-em-ponta-pora/ Chuva São Luís https://twitter.com/br_dutraa/status/1108543748588388352 Super Lua https://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2019/03/20/terceira-e-ultima-superlua-de-2019-podera-ser-vista-nesta-quarta.ghtml sp https://g1.globo.com/sp/mogi-das-cruzes-suzano/noticia/2019/03/20/estado-anuncia-linha-de-credito-exclusiva-para-agricultores-atingidos-por-chuva-no-alto-tiete.ghtml Defesa Civil do estado de SP http://www.defesacivil.sp.gov.br/?cat=1 https://eumetview.eumetsat.int/mapviewer/ (PROBLEMAS NA AGRICULTURA POR CONTA DA CHUVA EM SP) O governo do Estado de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (20) a liberação de uma linha de crédito exclusiva para o agricultores atingidos pelas chuvas no Alto Tietê e Vale do Paraíba. Os produtores rurais têm carência de até dois anos pra começar a pagar o empréstimo. O distrito de Jundiapeba, onde fica a Chácara Santo Ângelo, foi umas das áreas mais atingidas pela chuva e pela cheia do Rio Jundiaí. Segundo a Secretaria de Agricultura, cerca de 520 produtores tiveram perdas em 968 hectares e o prejuízo passa dos R$ 40 milhões. A maioria depende apenas da agricultura e, com tantas perdas, ficou difícil manter o cultivo e o sustento de casa. A Prefeitura de Mogi enviou um documento ao Estado, decretando estado de calamidade pública. Nesta quarta, o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado apresentou um auxílio financeiro de R$ 4 milhões para os produtores. (CHUVA EM MS) Na tarde da quarta-feira (20), choveu forte na metade sul do estado de Mato Grosso do Sul. Para se ter um ideia, na cidade de Bataguasssu, a 335 quilômetros da Capital, os alunos da Escola Estadual Professor Luiz Alberto Abraham precisaram subir nas carteiras já que as salas de aula ficaram inundadas. Além de vários pontos de alagamentos no município, com carros sendo arrastados e vários prédios comerciais e residências alagados. https://www.midiamax.com.br/cotidiano/2019/video-com-sala-de-aula-inundada-alunos-precisam-subir-em-carteiras-durante-a-chuva/ Além disso, na capital do MS teve chuvas fortes e alagamentos no inicio da quarta. https://www.midiamax.com.br/cotidiano/2019/video-forte-chuva-alaga-ruas-e-dificulta-transito-de-veiculos-em-bairros-de-campo-grande/ (CHUVA NA NOITE DE QUARTA NO ESTADO DE SP) No final da noite de quarta-feira (20), chove forte no interior de São Paulo, desde Bauru até Morro Agudo. Para se ter um ideia, em 6 horas foram mais de 70mm em alguns municípios, como Bauru, Bebedouro e Valparaiso - onde os acumulados ficaram em torno da metade de sua climatologia de março. Ressalta-se ainda que os vento passaram dos 60km/h na metade norte do estado de São Paulo. Essas instabilidades seguem lentamente em direção ao litoral do estado, e causará mais danos por onde passar. Por fim, essas precipitações estão sendo influenciadas pela alta umidade, a passagem de uma frente fria e por um cavado, que é causado pela ondulações atmosféricas à mais de 10 km de altura, onde relativamente há uma região alongada de uma relativa baixa pressão. (CHUVA EM BAURU) Em 3 horas das 20h45 até as 23h45, Bauru-SP acumulou mais de 100mm. Para ser exato, foram 112mm, o que é 62,6% da climatologia de março (178,9mm). Os 114mm de chuva em Bauru, causou o transbordamento do Rio Bauru, que por volta das 2 horas voltou ao seu leito normal (segundo relatos da Jcnet). Informações extraoficiais dão conta que três carros e um ônibus ficaram ilhados na avenida Nuno de Assis, entre o viaduto João Simonetti, na rua 13 de Maio, e o terminal rodoviário, com pessoas dentro dos veículos. Na favela São Manuel, dois carros teriam caído dentro do Rio Bauru e duas pessoas ficado feridas. Em função das ocorrências em vários pontos da cidade, o Corpo de Bombeiros não tinha como informar sobre a gravidade dos ferimentos. Segundo a Polícia Rodoviária, na avenida Elias Miguel Maluf, na Vila industrial, no acesso à rodovia Bauru-Marília (SP-294), km 354, aconteceu um desbarrancamento. A pista ficou parcialmente bloqueada e o desvio está sendo feito pelo acostamento. O local só deve ser liberado no decorrer do dia de hoje. A informação extraoficial é que um carro chegou a bater em uma árvore caída. Ressalta ainda, que em 24 horas houve 207 registros de descargas elétricas na região de Bauru, considerando um círculo de 50km de diâmetro a partir do centro dessa cidade. (MORTES EM BAURU-SP PELAS CHUVAS) Duas pessoas morreram após o carro onde elas estavam ser arrastado para o leito do Rio Bauru, que transbordou na avenida Comendador Daniel Pacífico, na altura da Favela São Manuel, no final da noite desta quarta-feira (20), depois que fortes chuvas atingiram Bauru. Testemunhas ouvidas pela reportagem no local disseram que tratavam-se de duas mulheres, mãe e filha, informação não confirmada pela polícia. Elas contaram que tentaram alertar a motorista do veículo para que voltasse e não atravessasse a área alagada. (CHUVA NO RIO) Chuva na noite de quarta-feira (20) no Rio de Janeiro. As pancadas foram rápidas e isolada, os maiores acumulados foram de 12,8mm em Madureira e em Jacarepaguá, pelas estações da prefeitura do Rio. (SUPERLUA) Porto Alegre-RS e Itamaracá-PE, foram alguns locais, que assistiram pela última superlua de 2019 nesta quarta-feira. O fenômeno deixa o satélite natural da terra mais brilhante e maior em relação a outros dias. O fenômeno astronômico aconteceu no mesmo dia do primeiro equinócio do ano, que marcou o fim do verão e início do outono. Além de mais bonita para observadores, o fenômeno da superlua também tem influência direta nos mares. Nesse dia as marés altas ficaram mais altas, enquanto o contrário aconteceu em marés baixas. ================================ (COMO SERÁ O OUTONO?) O outono começa no dia 20 de março, às 18h58, horário de Brasília. O horário da mudança da estação tem a ver com a astronomia. Nesta data, os dois hemisférios da Terra recebem a mesma quantidade de energia vinda do sol (momento chamado de equinócio). Além disso, em 20 de março, o dia e a noite têm 12 horas de duração em todos os pontos do globo. Em 2019, o outono será influenciado por águas mais quentes que o normal no Pacífico e isso implica em chuva acima da média desde o Rio Grande do Sul até São Paulo e Mato Grosso do Sul. Trata-se de algo diferente do observado no outono de 2018, quando a estação foi influenciada pelo final de um La Niña e teve chuva inferior à média. Entre o Espírito Santo e leste do Nordeste, a chuva continuará abaixo da média, mas numa faixa que vai desde o Rio Grande do Norte até Acre, Rondônia e oeste e norte de Mato Grosso, há previsão de chuva acima da média. Neste caso, vale salientar que a chuva não acontecerá durante toda a estação. A precipitação será mais significativa no início da estação, mas depois perde força. Com relação à temperatura, o Brasil também terá uma estação com calor acima da média, ainda sob influência do El Niño. Mas como o fenômeno é fraco, o Sul e partes do Sudeste e Centro-Oeste terão episódios espaçados - mas intensos de onda de frio, começando a partir de meados de maio. ================================ SATÉLITE E INFORMAÇÕES DAS CAPITAIS BRASILEIRAS (SATÉLITE) Nas últimas 24 horas foram mais de 100mm de chuva no interior de São Paulo, sul do Mato Grosso do Sul e na faixa leste da Bahia. Nos dois primeiros estados essas instabilidades foram causadas pelo alta umidade, a passagem de uma frente fria e por um cavado, que é causado pela ondulações atmosféricas à mais de 10 km de altura, onde relativamente há uma região alongada de uma relativa baixa pressão. Já no leste baiano é a frente fria e mais um sistema de baixa pressão atmosférica que se forma próximo de lá. No Pará também merece destaque, com seus mais de 100mm acumulados ontem pela atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), que é uma faixa de nuvens mais carregada e provocada pelo encontro dos ventos dos dois hemisférios. (CHUVA) Pelas estações do INMET, hoje: Rio Branco-AC: 0,6mm Belém-PA: 10mm Porto Velho-RO: 21mm São Luis-MA: 9,8mm Teresina-PI: 0,8mm Fortaleza-CE: 0,8mm Brasília-DF: 6,6mm Goiânia-GO: 8,4mm Cuiabá-MT: 14,6mm Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 16,4mm São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 5,2mm (CHUVA DE ONTEM) Pelas estações do INMET, ontem: Macapá-AP: 26,6mm Belém-PA: 10,6mm Palmas-TO: 14,6mm Manaus-AM: 5,2mm Teresina-PI: 0,8mm Fortaleza-CE: 0,8mm Brasília-DF: 16,6mm Goiânia-GO: 0,6mm Cuiabá-MT: 7,4mm Campo Grande-MS: 35,6mm Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 1mm Vitória-ES: 14,6mm Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 37,8mm São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 6,4mm Florianópolis (São José)-SC: 1mm Porto Alegre-RS: 0,6mm (VENTO) Pelo INMET, ontem: Campo Grande-MS: 60,8 km/h Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 56,5 km/h Hoje pelas estações automáticas do INMET: Não foram registradas rajadas de vento significativas (acima de 50km/h) nas últimas horas. (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: Macapá-AP: 24,4°C, mesma sensação Belém-PA: 24,7°C, mesma sensação Palmas-TO: 21,6°C, mesma sensação Boa Vista-RR: 26,3°C, mesma sensação Manaus-AM: 26,5°C, com sensação de 28,2°C Porto Velho-RO: 22,4°C, mesma sensação São Luis-MA: 24,3°C, mesma sensação Teresina-PI: 24,3°C, mesma sensação Natal-RN: 25,1°C, mesma sensação João Pessoa-PB: 25,1°C, mesma sensação Recife-PE: 24,1°C, mesma sensação Maceió-AL: 24,5°C, mesma sensação Aracaju-SE: 26,4°C, mesma sensação Salvador-BA: 25,9°C, com sensação de 27,2°C Brasília-DF: 18,0°C, mesma sensação Goiânia-GO: 20,3°C, mesma sensação Cuiabá-MT: 22,4°C, mesma sensação Campo Grande-MS: 17,5°C, com sensação de 16,5°C Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 19,7°C, mesma sensação Vitória-ES: 25,3°C, mesma sensação Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 24,4°C, mesma sensação São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 18,3°C, com sensação de 17,2°C Curitiba-PR: 15,0°C, com sensação de 12,9°C Florianópolis (São José)-SC: 20,4°C, mesma sensação Porto Alegre-RS: 15,2°C, com sensação de 13,6°C (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Macapá-AP: 29,9°C Belém-PA: 31,3°C Palmas-TO: 28,1°C Boa Vista-RR: 37,8°C Manaus-AM: 34,3°C Porto Velho-RO: 33,2°C São Luis-MA: 30,3°C Teresina-PI: 31,6°C Natal-RN: 32,3°C João Pessoa-PB: 31,7°C Recife-PE: 34,5°C Maceió-AL: 36,2°C Aracaju-SE: 35,3°C Salvador-BA: 33,1°C Brasília-DF: 29,0°C Goiânia-GO: 32,1°C Cuiabá-MT: 33,9°C Campo Grande-MS: 30,4°C Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 30,7°C Vitória-ES: 33,3°C Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 29,2°C São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 27,5°C Curitiba-PR: 24,5°C Florianópolis (São José)-SC: 27,3°C Porto Alegre-RS: 25,0°C (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações do INMET, ontem: Boa Vista-RR: 27% (Estado de Atenção) (NEVOEIRO) Até as 08:18:22, de acordo com os Aeroportos: O Aeroporto Internacional Antônio João (Campo Grande-MS) registrou nevoeiro, nesta manhã. (FENÔMENOS DIVERSOS NOS AEROPORTOS) Nos Aeroportos, até às 08:18:22: O Aeroporto Júlio Cezar Ribeiro (Belém-PA) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. O Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira de Oliveira (Porto Velho-RO) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. O Aeroporto Internacional Marechal Hugo da Cunha Machado (São Luiz) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. O Aeroporto Internacional Deputado Luís Eduardo Magalhães (Salvador-BA) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. O Aeroporto Internacional Santa Genoveva (Goiânia-GO) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. O Aeroporto Internacional Marechal Rondon (Cuiabá-MS) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. O Aeroporto Carlos Drummond de Andrade (Belo Horizonte-MG) registrou chuva com trovoadas nas últimas horas. ================================ REGIÃO SUL DESTAQUES - OUTONO COMEÇA COM TEMPO FIRME E FRIO NO INTERIOR DA REGIÃO SUL - CHUVA OCORRE NO SÁBADO, MAS DE FORMA ISOLADA - TEMPERATURA COMEÇA A SUBIR NO FINAL DE SEMANA (MENORES TEMPERATURAS NESTE ANO DE 2019 NO RIO GRANDE DO SUL) Até o momento, as menores temperaturas mínimas deste ano de 2019 no Rio Grande do Sul aconteceu no dia 27 de fevereiro, com 7,5°C em Bagé, 8,4°C em Dom Pedrito e 8,3°C em Jaguarão, que ficam mais ao sul do estado. Já em Porto Alegre nesta madrugada de quinta-feira (20) registra 16,1°C de temperatura e sensação de 14,6°C, na estação automática do INMET, sendo a menor mínima deste ano de 2019, superando os relatados nos dias 13 e 28 de fevereiro, com 16,9°C (pela convencional). Mesmo baixa, não superou a menor no mês de março do ano passado, os 14,3°C relatados no dia 22/03/2018. REGIÃO SUDESTE DESTAQUES - OUTONO COMEÇA TRAZENDO MUDANÇAS NO TEMPO E QUEDA NA TEMPERATURA NO SUDESTE - FIM DE SEMANA COMEÇA COM CHUVA FORTE ENTRE SÃO PAULO E MINAS GERAIS (MAIORES ACUMULADOS DE CHUVA EM 06 HORAS EM SP) Pelas estações do CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais): Bauru(Vila Industrial): 81mm, o que é 45,3% da climatologia de março (178,9mm) Bauru(Vila Nova Esperança): 79mm Bauru(Jardim Ouro Verde): 77mm Bauru(ETA Jd Ouro Verde): 40mm Marília(Realengo): 38mm Bauru(Vila Universitária): 33mm Cafelândia(Av. Jacob Zucchi): 28mm Bauru(Parque São Geraldo): 27mm Bauru(Tibiriça): 25mm Marília(Nova Marilia): 25mm Caraguatatuba(Getuba): 16mm Caraguatatuba(Jardim Casa Branca): 16mm Ilhabela(Armação): 15mm REGIÃO CENTRO-OESTE DESTAQUES - OUTONO COMEÇA COM QUEDA NA TEMPERATURA NO CENTRO DO PAÍS - FIM DO VERÃO MARCADO POR MUITA CHUVA EM MATO GROSSO DO SUL (MAIORES ACUMULADOS DE CHUVA EM 24 HORAS NO MS) Pelas estações do CEMADEN (Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais): Bataguassu (Jardim São Francisco: 103mm, o que é 76% da climatologia de março (135,6mm) Três Lagoas(Jardim Dourado): 59mm, o que é 40,1% da climatologia de março (147,1mm) Dourados(Centro): 42mm Maracaju(Jardim Guanabara): 38mm Ivinhema(Centro): 31mm Corumbá(Fortaleza): 23mm Dois Irmãos Do Buriti(Prefeitura Municipal): 9mm São Gabriel Do Oeste(SAAE): 6mm REGIÃO NORDESTE DESTAQUES - OUTONO COMEÇA COM CHUVA VOLUMOSA NA BAHIA - São Luís, MA choveu 369,4mm neste mês, mas falta ainda 20,1% para chegar a sua climatologia de março, que é de 462,1mm. Além disso, é a segunda capital que mais choveu neste março e já é o março mais chuvosos dos últimos 2 anos na capital maranhense, passou os 251,4mm precipitados em março de 2018, mas não chegou perto dos 442,8mm em março de 2017. - Fortaleza-CE acumula 301,3mm neste mês, o que falta apenas 13,8% para chegar a sua média histórica de março (349,4mm). E também é o março mais chuvoso em 2 anos, passou os 277,4mm precipitados em março de 2018, porém ficou atrás dos 477,9mm de 03/2017. - Teresina choveu neste mês 216,0mm, isto é mais da metade da sua média histórica, de 286,9mm. E também já se aproxima do acumulado de março de 2018, que chegou aos 296,1mm. - Natal teve 169,2mm neste março, o que é mais da metade de sua climatologia, de 292,8mm. Além de estar em torno da metade do que se observou de chuva em março de 2018, com 274,4mm. REGIÃO NORTE DESTAQUES - OUTONO COMEÇA COM A CHEGADA DA PRIMEIRA FRIAGEM ENTRE RONDÔNIA E ACRE - CHUVA VOLUMOSA ATINGE A REGIÃO NOS PRÓXIMOS DIAS - Palmas acumula agora 215,0mm, isso falta 26,6% para chegar a sua climatologia de março (de 292,8mm). E já é o março mais chuvoso em 5 anos, ou seja desde março de 2014 quando registrou um total de 363,6mm de chuva. - Porto Velho já acumula 184,6mm nesses 20 primeiros dias de março, isto é mais da metade de sua climatologia do mês, 273,9mm. Vale lembrar que em fevereiro foram 379,4mm na capital de Rondônia, que ficou acima da média. - Rio Branco já choveu 151,9mm, que está em torno da metade de sua média histórica (278,1mm). E já é o março mais chuvoso dos últimos 2 anos, passou os 104,1mm de 03/2018, mas não chegou nem perto dos 419,8mm de 03/2017.