NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) A frente passa pela costa do Sudeste e traz chuva fraca na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, Serrana e no litoral paulista. Outro grande destaque é as baixas temperaturas no Rio Grande do Sul e Santa Catarina, devido ao avanço de uma massa de ar polar. (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta madrugada 15 cidades apresentaram temperaturas abaixo dos 3°C: Itatiaia ? Parque Nacional, RJ:-3,2°C, com sensação de -5,1°C General Carneiro, PR:-0,8°C, mesma sensação Caçador, SC:0,7°C, mesma sensação Serafina Corrêa, RS:1,2°C, com sensação de -1,8°C Vacaria, RS:1,2°C, com sensação de -5°C Sao Jose Dos Ausentes, RS:1,8°C, mesma sensação Lages, SC:2,1°C, mesma sensação Santana Do Livramento, RS:2,3°C, com sensação de -1,1°C Cambará Do Sul, RS:2,6°C, com sensação de -0,7°C Erechim, RS:2,6°C, mesma sensação Curitibanos, SC:2,7°C, com sensação de 0,9°C Cruz Alta, RS:2,8°C, com sensação de -2°C Ibiruba, RS:2,8°C, com sensação de -2,6°C Lagoa Vermelha, RS:2,9°C, com sensação de -1,5°C Soledade, RS:2,9°C, com sensação de -1,2°C Pelo Ciram/EPAGRI, nesta madrugada as temperaturas são: Urupema, SC: -3°C, com sensação de -13,3°C Urubici, SC: -2°C, com sensação de -3°C Mas, as menores do ano se concentraram no Nordeste, como se pode ver abaixo e de acordo com o INMET: Belmonte, BA:14,3°C Cruz das Almas, BA:17,7°C Ilheus, BA:15,9°C Ipiau, BA:16,0°C Itirucu, BA:13,3°C Porto Seguro, BA:15,3°C Sete Quedas, MS: 5,6°C Una, BA:16,1°C Valenca, BA:14,9°C Itamaraju, BA:14,2°C (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta madrugada: Macapá-AP: 23,9°C, mesma sensação Belém-PA: 24,3°C, mesma sensação Palmas-TO: 19,0°C, mesma sensação Boa Vista-RR: 23,1°C, mesma sensação Manaus-AM: 26,0°C, com sensação de 26,7°C São Luis-MA: 23,9°C, mesma sensação Teresina-PI: 22,5°C, mesma sensação Fortaleza-CE: 24,7°C, mesma sensação Natal-RN: 22,7°C, mesma sensação Recife-PE: 19,5°C, mesma sensação Maceió-AL: 18,6°C, mesma sensação Aracaju-SE: 23,7°C, mesma sensação Salvador-BA: 22,4°C, mesma sensação Brasília-DF: 12,0°C, com sensação de 10,3°C Goiânia-GO: 12,9°C, mesma sensação Cuiabá-MT: 15,3°C, com sensação de 14,3°C Campo Grande-MS: 13,7°C, com sensação de 11,5°C Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 16,4°C, com sensação de 14,8°C Vitória-ES: 16,7°C, com sensação de 16,6°C Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 21,8°C, mesma sensação São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 15,4°C, com sensação de 13,3°C Curitiba-PR: 11,3°C, com sensação de 7,8°C Florianópolis (São José)-SC: 13,4°C, com sensação de 12,4°C Porto Alegre-RS: 5,3°C, com sensação de 1,9°C (QUEIMADAS) Só ontem (21) foram 480 focos de queimadas no Brasil, segundo os dados de satélite de referência (Aqua Tarde), destes 119 ocorreram apenas no Amazonas e 95 no Mato Grosso. Em São Paulo aconteceu apenas 2 e no Espírito Santo 3. Já se analisar o mês no geral, julho já apresenta 7254 focos de queimadas ativos, sendo o mês com a maior quantidade de raios neste ano de 2018. O último mês a relatar bastante queimada foi em dezembro de 2017, com 11666 relatados. Fonte:Monitoramento dos Focos Ativos do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) pelo site http://www.inpe.br/queimadas/bdqueimadas e http://www.inpe.br/queimadas/portal/estatistica_paises. (DESTAQUE BOA VISTA) A capital nos estados do Brasil a apresentar o maior acumulado deste mês de julho, até o momento, foi Boa Vista, em Roraíma. Os acumulados somaram 244,9mm, o que se aproxima bastante de sua climatologia do mês (286,4mm). Mesmo sendo um valor alto, não conseguiu superar os 330,6mm registrados em julho do ano passado, 2017. (CHUVA NA F1 DA ALEMANHA) último treino livre para o Grande Prêmio de Formulá 1 na Alemanha quase não existiu. Na manhã do sábado (21), a chuva em Hockennheim foi um problema para os pilotos, muitos dos quais não fizeram volta rápida. (SECA SP) São Pedro (SP) já soma mais de 120 dias sem chuva. O índice em maio e junho é 93% menor do que no mesmo período do ano passado, quando choveu quase 320 milímetros. A situação torna alguns pontos da cidade irreconhecíveis, inclusive ribeirões usados no abastecimento da cidade. Para evitar racionamento, a cidade faz campanhas para que os moradores economizem água. A lagoa do bairro Novo Horizonte, um dos pontos turísticos da cidade, era abundante de água, mas agora o que brota das nascentes já não é suficiente para enchê-la. Os animais que vivem no local se distanciam cada vez mais para o único ponto onde ainda tem água. Em outra parte da cidade, a estiagem transformou o Ribeirão Pinheirinho em um riacho. Em alguns pontos só é possível ver um fio de água correndo sobre as pedras. A situação é mais preocupante ainda, já que a água do ribeirão é usada no abastecimento da cidade. Segundo a Prefeitura de São Pedro, até a sexta-feira (20) eram 123 dias sem registro de chuva volumosa na cidade, ou seja, acima de 10 milímetros. Entre maio e junho do ano passado choveu 319,2 milímetros em São Pedro. No mesmo período este ano, foram só 21,2 milímetros, uma queda de 93% no índice de chuvas. (VULCÃO NA NOVA ZELÂNDIA) Uma rara erupção de lama e vapor ocorreu na semana passada em Wai-O-Tapu, ao sul de Rotorua, na Nova Zelândia. Embora tais erupções do Vulcão em Wai-O-Tapu sejam incomuns, elas não são inesperadas. (Fonte: The Watcher) (NEVE ARGENTINA) Em Bariloche, na Argentina, neva desde sábado (21), além disso na tarde de ontem a rajadas chegou aos 67km/h por lá. (CAPITAIS COM MAIS DIAS SEM CHUVA) São 8 cidades no Brasil com mais de 80 dias seguidos sem cair uma gota sequer, segundo o INMET, uma delas são as capitais de Tocantins. Aliás, as capitais com mais dias sem chuva, de acordo com o mesmo instituto, observados até o dia de ontem, são: Palmas, TO: 88 dias seguidos sem chuva (último dia de chuva: 24 de abril); Brasília, DF: 62 dias seguidos sem chuva; Goiânia, GO: 62 dias seguidos sem chuva; Campo Grande, MS: 38 dias seguidos sem chuva; Cuiabá, MT: 38 dias seguidos sem chuva (mas são 62 dias sem precipitação com acumulados acima dos 10mm); São Paulo, SP: 38 dias seguidos sem chuva (mas são 96 dias sem precipitação com acumulados acima dos 10mm); Belo Horizonte, MG: 9 dias seguidos sem chuva (mas são 62 dias sem precipitação com acumulados acima dos 10mm); (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações automáticas do INMET, ontem 188 cidades no Brasil apresentaram umidade do ar iguais ou abaixo dos 30%, destas seis (06) foram em capitais: São Paulo (Mirante de Santana), SP: 28%, estado de atenção; Belo Horizonte, MG: 28%, estado de atenção; Brasília, DF: 28%, estado de atenção; Goiânia, GO: 21%, estado de atenção; Porto Velho, RO: 24%, estado de atenção; Palmas, TO: 21%, estado de atenção.