NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) Manhã de segunda-feira (23) com muita nebulosidade desde o Amazonas até o litoral de São Paulo e do Rio de Janeiro, tudo por conta de uma frente fria na costa que ajuda a organizar um corredor de umidade pelo país. A chuva mais forte e com pancadas de chuva ocorre no Amazonas, Acre e no sudoeste do Pará, já entre o litoral paulista, metade sul mineiro e no Rio, a precipitação agora é mais fraca. Em contrapartida, na Região Sul o fria aumento, devido ao avanço de uma massa de ar polar, que deixou as temperaturas abaixo dos 3,0°C nas áreas de serra catarinense e gaúcha. (DESTAQUES CAPITAIS) Ontem (22) em Palmas-TO fez 30,8°C de temperatura mínima. Sendo a maior temperatura mínima desde 30 de março de 1998, quando os foram registrados 31,5 °C. Já a máxima foi de 40,8°C, considerada a quarta maior do ano e se igualando ao observado no dia 14 deste mês. Pela estação automática, a umidade por lá caiu para 15% no meio da tarde, o que se caracteriza estado de alerta pela Defesa Civil. No mesmo dia, o Rio de Janeiro-RJ registrou a maior temperatura mínima desde o começo da primavera, quando os termômetros marcaram 19,7°C. Já a máxima alcançou os 32,9°C, uma diferença de 8,4° com relação ao sábado, que não passou dos 24,5°C. Com relação as chuvas, só ontem foram 61,8mm acumulados em Campo Grande-MS, o que representa 47% da média climatológica para este mês de Outubro (130mm) e deixou vários bairros alagados. Se formos analisar todo o mês, já choveu 154,8mm na capital do Mato Grosso, o que equivale a 19% acima da média. Aliás o destaque não para por aí, a máxima foi de apenas 25,4°C, por conta desse tempo fechado, e foi a menor desta primavera. Também choveu em Cuiaba -MT, com relatos de 46,6mm, o que representa 41% da média histórica deste mês (que é 115mm). A cidade teve registros de transtornos e estragos. Além disso, com uma máxima de 28,0°C na capital do Mato Grosso, domingo teve a terceira menor temperatura da primavera. (Fonte: INMET) (DESTAQUES CAPITAL SP) No domingo (22) a chuva ocorreu ao longo do dia, de maneira fraca e com acumulados baixos. Aliás, o maior acumulado ficou concentrado no bairro de Jaraguá, na zona norte, com 12mm. Mas, o destaque vai para a temperatura, pois ontem foi o segundo domingo mais frio deste mês de outubro, com apenas 23,5°C. Além de ficar 1,3° abaixo da média climatológica de temperatura máxima, que é 24,8°C. Vale lembrar que a menor máxima em um domingo, neste mês de 2017, foi registrado no dia 15, com 19,6°C. (DESTAQUE CAPITAL PR) Segundo os dados oficiais do INMET, Domingo (22) foi o terceiro dia consecutivo com temperaturas baixas e abaixo dos 22°C em Curitiba. A máxima chegou aos 19,8°C e ficou 2,8° abaixo da média da média climatológica de temperatura máxima de Outubro (que é 22,6°C). Os destaques não param por aí, o mês de outubro ainda nem acabou e até ontem os acumulados já somavam 158,7mm na capital, o que equivale a 18,0% acima da média deste mês, que é 134,2mm. (DESTAQUE CAPITAL RS) Segundo os dados oficiais do INMET, Domingo (22) foi o quarto dia consecutivo com temperaturas abaixo dos 26°C em Porto Alegre, com máxima de 21,6°C e considerado o domingo mais frio deste mês de outubro. Com esse valor, acabou também ficando 2,9° abaixo da média climatológica de temperatura máxima de Outubro (que é 24,4°C). Vale lembra que o domingo mais quente deste mês, foi no dia primeiro, quando fez calor de 30,5°C. Os destaques não param por aí, este mês de outubro ainda nem acabou e até ontem os acumulados já somavam 228mm na capital, o que equivale a 99% acima da média histórica deste mês, que é 114,3mm - ou seja, quase o dobro da média.  (DESTAQUE CAPITAL MG) Segundo os dados oficiais do INMET, ou convencional, as máximas em Belo Horizonte-MG (próximo de Gutierrez) no sábado (21) e no domingo (22) foram de 34,4°C, sendo considerados as tardes mais quente deste ano, além de se igualar a tarde mais quente do ano passado (2016). Salienta-se que a estação automática, também do INMET, em Pampulha, na capital mineira, chegou a registrar 36,1°C no sábado, a ultima vez em que tivemos valores tão altos, em uma temperatura, foi em 2015, com 37,6°C, pela oficial. (QUEIMADAS) De acordo com satélites de monitoramento de queimadas do INPE, observados pelo valor do satélite de referência AQUA-MT, só ontem (22), o Brasil foi responsável por 764 focos de queimada. Do total de focos no País, 52,1% deles foram registrados no estado do Maranhão, 17,3% no Piauí, 11,1% na Bahia e 9,0% em Minas Gerais. (SECA) A bacia do rio São Francisco, que passa por 6 estados do Brasil, vem passando pela pior seca do país. Até quarta-feira (08) operava com menos de 7% de seu volume útil, segundo dados da ANA (Agência Nacional de Águas, do governo federal). Salienta-se que a falta de água começou a se agravar desde 2012, ou seja a seca ficou mais constante nas regiões mineiras e baianas a partir deste período.  Segundo a imprensa local, a estiagem também está afetando o reservatório da usina hidrelétrica de Marimbondo, em Icém, na região norte estado de São Paulo ? que corresponde a região de São José do Rio Preto e Araçatuba. Com o nível de água do rio Grande mais baixo, a usina está operando com 14% de sua capacidade, número abaixo do que o esperado para o mesmo período do ano passado, quando operava com 53% da capacidade. (CHUVA) Pelo INMET, hoje: Juara, MT:96mm Barbacena, MG:33,4mm Coronel Pacheco, MG:30,4mm Juiz de Fora, MG:30,4mm Pelo INMET, ontem: Miranda, MS:187,8mm Jardim, MS:76,4mm Campo Grande, MS:61,8mm Nhumirim, MS:56,4mm Amambai, MS:56mm Bela Vista, MS:49,2mm Ponta Porã, MS:48mm Pelo CEMADEN, nas últimas 24h: Sapucaia, RJ: 62,7mm Campo Grande, MS: 60mm Petrópolis, RJ: 59,3mm (VENTO) Pelo INMET, ontem: Coronel Pacheco, MG:82,1km/h Sv do Palmar (Barra do Chuí), RS:68,8km/h Cotriguaçu, MT:68,4km/h Dores Do Indaia, MG:65,9km/h Mostardas, RS:65,9km/h Belo Horizonte - Cercadinho, MG:64,4km/h Rio Grande, RS:62,3km/h Torres, RS:62,3km/h Mateiros, TO:61,2km/h Guaramiranga, CE:60,5km/h Pelo INMET, manhã: Juara, MT: 77km/h Morro da Igreja (B. J. da Serra), SC: 67km/h Belo Horizonte - Cercadinho, MG: 64,8km/h Ibirité (Rola Moça), MG: 59,4km/h São João del-Rei, MG: 55,8km/h (NEVOEIRO) Pelos aeroportos, nesta madrugada e início da manhã: Londrina, PR: Nevoeiro (visibilidade reduzida a 100m) Maringá, PR: Nevoeiro (visibilidade reduzida a 600m) (UMIDADE RELATIVA) Pelo INMET, ontem pelo menos 173 cidades registraram umidade relativa do ar igual ou abaixo de 30%. Destas: 18 cidades em estado de emergência (abaixo dos 12%) 76 cidades em estado de alerta (20 a 12%) 79 cidades em estado de atenção (21% a 30%) Alto Paraíso de Goiás, GO:10%, estado de emergência Bom Jesus da Lapa, BA:10%, estado de emergência Capelinha, MG:10%, estado de emergência Montalvania, MG:10%, estado de emergência Salinas, MG:10%, estado de emergência (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, hoje: Morro da Igreja (B,J,Da Serra), SC:-0,8°C, sensação de -1,5°C São Joaquim, SC:-0,3°C, sensação de -5,9°C Sao José dos Ausentes:1,7°C, sensação de -0,4°C Cambará do Sul:3,1°C, sensação de -0,3°C Soledade: 3,4°C, sensação de -0,7°C Lagoa Vermelha:3,7°C, sensação de -0,3°C Canela:3,9°C, sensação de 2,5°C Serafina Corrêa:4,1°C, mesma sensação Bagé: 4,3°C, mesma sensação Canguçu:4,9°C, sensação de 2,1°C Quaraí:5,0°C, sensação de 1,2°C Palmeira das Missões:5,1°C, sensação de 3,0°C (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelo SIMEPAR, as seguintes cidades registraram ontem a tarde mais quente do ano: Aracuai, MG:  40,3°C Caratinga, MG:  35,2°C Carolina, MA:  40,9°C Peixe, TO:  40,8°C Pelo INMET, as maiores temperaturas registradas ontem: Palmas, TO:40,8°C Paranã, TO:41,5°C Carolina, MA:41,2°C Santa Rosa do Tocantins, TO:40,9°C São Romão, MG:40,9°C Gilbués, PI:40,8°C Rio Sono, TO:40,8°C Alto Parnaíba, MA:40,7°C