NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) Nesta quarta-feira (26), as imagens de satélite mostram chuva forte entre o noroeste do Amazonas e o estado de Roraima, com algumas descargas elétricas. Chove com intensidade fraca a moderada na faixa do extremo sul do Rio Grande do Sul, que começou com uma frente fria no final da segunda-feira no Uruguai, mas que já está associado aos ventos úmidos que sopram do mar a partir de uma região de alta pressão atmosférica no oceano. Por conta do atual bloqueio atmosférico, as instabilidades não avançam para outras áreas gaúchas. Chuvas fracas também continuam a ser observadas na faixa leste no Nordeste. Nas demais áreas do país, uma massa de ar seco mantém o tempo estável. A umidade relativa do ar ficou bastante baixa ontem a tarde em várias cidades pelo Brasil. (CHUVA) Pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), das 21h de ontem até 7h de hoje: Boa Vista, RR: 12mm Chuí, RS: 10mm João Pessoa, PB: 8mm Maraú, BA: 5mm Natal, RS: 4mm (VENTO) Pelo INMET, nesta madrugada e manhã: Palmas, TO: 58km/h Calcanhar, RN: 56km/h Abrolhos, BA: 52km/h (NEVOEIRO) Pelos aeroportos, nesta manhã: Barbacena, MG: nevoeiro (visibilidade reduzida a 300m) Canoas, RS: nevoeiro (visibilidade reduzida a 350m) (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, as seguintes cidades registraram hoje a manhã mais fria do ano: Almenara, MG: 14,2ºC Guanambi, BA: 15,8ºC Teofilo Otoni, MG: 14,9ºC Una, BA: 17,8ºC (UMIDADE RELATIVA) Pelo INMET, ontem 207 cidades registraram umidade de 30% ou menos. Destas: 5 cidades em estado de emergência (inferior a 12%) 40 cidades em estado de alerta (entre 13% e 20%) 162 em estado de atenção (entre 21% e 30%) Dentre essas, estão 8 capitais: Cuiabá, MT: 15%, estado de alerta Campo Grande, MS: 18%, estado de alerta Palmas, TO: 24%, estado de atenção Goiânia, GO: 24%, estado de atenção Curitiba, PR: 25%, estado de atenção Porto Velho, RO: 28%, estado de atenção Teresina, PI: 29%, estado de atenção São Paulo, SP: 29%, estado de atenção (QUEIMADAS) Segundo dados dos satélites ambientais do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), nas últimas 48 horas houve registro dos seguintes focos de queimada: Brasil: 1.853 Pará: 241 Mato Grosso: 225 Maranhão: 182 Tocantins: 178