NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) Manhã de segunda-feira (19) com pancadas de chuva em boa parte do país por conta de um corredor de umidade que vem da Amazônia e é organizado por um sistema de baixa pressão atmosférica entre a Argentina e o Paraguai. O dia já começa com temporais no extremo oeste do Mato Grosso, onde a chuva é bastante volumosa e acompanhada por trovoadas. Mas, o grande destaque foi os acumulados de mais de 100mm sobre muitos municípios de Pernambuco neste final de semana, causando vários estragos. (CAPITAIS DESTAQUES) Abaixo os dados com destaques observados nas nas capitais pelas estações meteorológicos do INMET e CEMADEN, até ontem (18): -Este mês de fevereiro já acumulou 405,9mm em Belém-PA, sendo o maior acumulado registrado nas capitais, até o momento, e equivalente a 98% da média história deste mês (412,5mm). Logo atrás vem Porto Velho-RO, com 296,4mm, equivalente a 94% da média climatológica (316mm). Em terceiro lugar é Vitória-ES, com 262,1mm, equivalente a mais do que o triplo da climatologia deste mês (que é de 78,9mm). - Campo Grande-MS fez 26,7°C de máxima, sendo a tarde mais fria deste mês de fevereiro e desde o dia 29 de janeiro, quando os termômetros marcaram 26,6°C. - São Paulo-SP chegou a registrar, no final da noite de ontem, 21mm de chuva apenas no bairro da Cidade Dutra, na zona sul da capital paulista. Mas, o destaque foi na temperatura, com máxima observada de 23,8°C, a mais baixa desde o dia 14 de fevereiro, quando fez 22,2°C. Sendo a segunda tarde mais fria deste mês na capital paulista. -Macapa, AP fez 26,1°C, pela estação automática do INMET, considerada a mais baixa desde fevereiro de 2017. (*)Considerado o padrão internacional de unificação de dados de chuva, que é das 10 horas do dia anterior até às 10 horas deste dia, estabelecidos pela Organização Mundial de Meteorologia (OMM). (TEMPORAL COM GRANIZO EM SP) Segundo os dados dos aeroportos, a cidade de Pirassununga, no interior do estado de São Paulo e próximo do município de São Carlos, houve um forte temporal, que casou queda de granizo acompanhadas por rajadas de vento de 74km/h às 14 horas. Essa forte chuva causou alguns estragos, como queda de árvores na Academia da Força Aérea (AFA), mas ninguém ficou ferido. Em nota, o setor de comunicação da AFA informou que foram registrados ventos de aproximadamente 100 km/h e 38 milímetros de chuva, o que provocou danos em algumas edificações e aeronaves. (DANOS EM PE) A cidade de Rio Formoso, na Mata Sul em Pernambuco, registrou, das 16h de sábado até as 16h de domingo (18), 134 milímetros de chuva em um dos pontos de monitoramento da Apac (Agência Pernambucana de Águas e Clima). O nível do rio que dá nome à cidade subiu e a água invadiu algumas casas da comunidade ribeirinha, segundo a Defesa Civil do município. Em Barreiros, na Mata Sul, o mesmo órgão registrou 103 milímetros de chuva entre o sábado (17) e domingo (18). Deixando o Rio Una dois metros acima do normal, enquanto o Rio Carimã está três metros acima. Ainda de acordo com a Defesa Civil, a água entrou nas casas ribeirinhas, mas não há informações sobre quantas famílias estão desabrigadas. Ainda em Barreiros, ocorreram seis deslizamentos de barreira de médio porte, mas sem vítimas. Em Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife (RMR), um desfile de blocos previsto para acontecer neste domingo (18) foi cancelado devido à chuva que caiu na cidade entre a madrugada e a manhã. Por fim, em Ipojuca duas famílias precisaram sair de suas residências e foram para casas de parentes devido aos riscos de desabamento das casas. (RIO PRÓXIMO A TRANSBORDAR NO ACRE) O Rio Acre, na capital do Acre, ultrapassou a cota de alerta ao meio dia de domingo, 18. Dados divulgados pela Defesa Civil Estadual apontam que o rio marcava 13,53 metros, três centímetros acima da cota de alerta que é de 13,5 metros. O nível do rio aumentou 75 centímetros em um dia. Ou seja, no sábado (17), na medição das 9 horas o manancial estava com 12,66 metros e neste domingo (18), no mesmo horário, chegou a 13,41 metros. (DANOS NO AEROPORTO DO DF) Parte do teto da área de embarque do Aeroporto de Brasília caiu na tarde de domingo (18) por causa da chuva. Uma pessoa ficou ferida. Esse tempo instável também atrapalhou os pousos e decolagens no Aeroporto de Brasília, que ficaram suspensos entre as 16h12 e 16h28. De acordo com a concessionária, apenas um voo sofreu atraso por causa do mau tempo. (CHUVA FORTE NO RJ) Quatro dias após um forte temporal que atingiu o Rio de Janeiro na madrugada entre a quinta (15) e a sexta (16), a capital ainda tem árvores caídas, falta de luz e lixo acumulado nas ruas. Cerca de 700 árvores ainda estão obstruindo algumas vias, mas de acordo com a Comlurb, as que caíram em vias principais já foram retiradas. A empresa deu ainda o prazo de uma semana para normalizar a situação na cidade. (TERREMOTO) Um terremoto de magnitude 6,1 atingiu o México na madrugada desta segunda-feira (19), informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS). Segundo as primeiras informações, o tremor foi registrado a 43 quilômetros de Oaxaca e a uma profundidade de 10 km e foi sentido na capital do país, Cidade do México. Isso ocorreu três dias após um forte terremoto de magnitude 7,2 sacudir a região centro-sul mexicana. Lembrando que esse abalo não provocou mortes. (CHUVA) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Belém, PA: 23,0mm Maceió, AL: 23,0mm Colinas, MA:67,8mm, maior chuva em 24 horas (*) desde o início do ano passado. Além de ser 36% da média climatológica de fevereiro (185,0mm). São Gabriel da Cachoeira, AM:62mm Goiás, GO:56,8mm Monte Alegre, PA:56mm São Luis do Quitunde, AL:50,6mm Ipora, GO:43,6mm Cidade Gaúcha, PR:43,2mm Jatai, GO:40,4mm Itacoatiara, AM:38,4mm Paranoá (Coopa), DF:38mm São Miguel Arcanjo, SP:35,2mm Piracicaba, SP:35mm Palmares, PE:33mm Buriticupu, MA:32,4mm Itaquirai, MS:31,4mm Itaubal-Ap:30,8mm Valença, RJ:30,6mm Teresópolis - P. Nacional, RJ:30,2mm Petrópolis - Pico do Couto, RJ:30mm (*)Considerado o padrão internacional de unificação de dados de chuva, que é das 10 horas do dia anterior até às 10 horas deste dia, estabelecidos pela Organização Mundial de Meteorologia (OMM). Pelo INMET, entre às 22 horas de ontem e a manhã de hoje: Maceio, AL:30,2mm Serra dos Carajas, PA:63,0mm Muriae, MG:43,2mm Presidente Prudente, SP:31,8mm Planalto, PR:30,0mm São Félix do Araguaia, MT:37,4mm Alto Araguaia, MT:26,8mm Patos, PB:21,8mm Pelo CEMADEN, nas últimas 24h: Maceió, AL: 65,75mm Cabo de Santo Agostinho, PE: 153,02mm Tramandaré, PE: 126,3mm Ribeirão, PE: 105,52mm Rio Formoso, PE: 98,94mm Ipojuca, PE: 65,45mm Gameleira, PE: 94,45mm Guapimirim, RJ: 95,2mm Boqueirão, PI: 106,6mm Nova Friburgo, RJ: 93,9mm (NEVOEIROS) Pelos aeroportos, nesta manhã: Campina Grande, PB: nevoeiro (visibilidade reduzida a 900m) Santos Dumont, RJ: névoa úmida (visibilidade reduzida a 500m) (VENTO) Pelo INMET, ontem: Araxá, MG:67km/h às 19 horas Resende, RJ:59,4km/h às 17 horas Itumbiara, GO:59km/h às 17 horas Ipora, GO:57,6km/h às 15 horas Laguna (Farol Santa Marta), SC:56,9km/h às 17 horas Aragarças, GO:56,5km/h às 14 horas Parauna, GO:56,5km/h às 13 horas Alto Araguaia, MT:55,8km/h às 18 horas Sapezal, MT:55,8km/h às 15 horas São Simão, GO:55,4km/h às 15 horas Pelo INMET, hoje: Porto Murtinho, MS: 57,2km/h às 03 horas (QUEIMADAS) De acordo com satélites de monitoramento de queimadas do INPE, observados pelo valor do satélite de TERRA-MT (pois o de referência AQUA-MT ficou inoperante), só ontem (18), o Brasil foi responsável por 11 focos de queimada. Destes, 7 ocorreram no estado do Rio Grande do Sul, 2 em Minas Gerais e 1 no Mato Grosso e Rio de Janeiro. (UMIDADE RELATIVA) Pelo INMET, ontem pelo menos 10 cidades registraram umidade relativa do ar igual ou abaixo de 30%. Destas: Nenhuma cidade apresentou estado de emergência (abaixo dos 12%) Nenhuma cidade entrou em estado de alerta (20 a 12%) 10 cidades em estado de atenção (21% a 30%) Boa Vista, RR:25%, estado de atenção; Porto Alegre, RS:28%, estado de atenção; Urussanga, SC:26%, estado de atenção; Teutonia, RS:27%, estado de atenção; Tomé Açu, PA:27%, estado de atenção. (TEMPERATURA DESTA MANHÃ) Pelo INMET: Morro da Igreja, SC: 12,9°C, com sensação de 8,5°C; Itatiaia, RJ: 11,8°C, mesma sensação; Campos do Jordão, SP: 13,5°C, sensação de 12,2°C. (TEMPERATURA MÁXIMA) Pelo INMET, as maiores temperaturas registradas ontem: Itaberaba, BA:35,1°C Feira de Santana, BA:34,9°C Ibotirama, BA:34,9°C Rio Pardo, RS:34,9°C Coronel Pacheco, MG:34,7°C Teutonia, RS:34,4°C Menores temperaturas máximas do ano: Macapa, AP: 26,1°C Cabroso, PE: 29,1°C Dois Vizinhos, PR: 23,2°C Ouricuri,PE: 26,4°C Serra Talhada,PE: 26,9°C