NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) A terça-feira (16) começa com nuvens mais carregadas nas Regiões norte, Centro-Oeste, Sudeste e parte do Sul do País, em boa parte formadas pela Alta da Bolívia. No Nordeste, um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis começa a migrar do Atlântico para o continente. Ontem, as chuvas se espalharam por boa parte do País. (ALTA DA BOLÍVIA) A Alta da Bolívia é um sistema formador de nuvens associado ao calor e à umidade que vem da Amazônia e que normalmente espalha chuva por áreas no Brasil central. Desta vez, o sistema está atuando mais ao sul e atinge também o estado gaúcho. Isso acontece por causa da La Niña, que provoca enfraquecimento e reposicionamento de ventos no alto da troposfera conhecidos por Jato Subtropical, e assim permite que a Alta da Bolívia se desloque pelo Brasil. (DESTAQUES CAPITAIS) Por enquanto, Curitiba, PR vai registrando a maior temperatura mínima de 2018, com 20,1ºC pela estação automática do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Ontem (15), a capital do Paraná atingida por pancadas de chuvas com intensidade forte com trovoadas e ventos na casa dos 60km/h. (SUPERCÉLULA) Moradores da região de Rolândia, PR registraram a formação de uma nuvem conhecida por "supercélula" no fim da tarde desta segunda-feira. A supercélula é um aglomerado de nuvens de tempestade que produz chuva forte, trovoadas, ventania e granizo e, em alguns casos, pode evoluir a ponto de favorecer a formação de tornados. Não foi o caso de Rolândia, mas a nuvem era grande o suficiente para chamar a atenção dos munícipes. (CHUVA-ESTRAGOS) Em Belém, PA, o temporal de ontem que durou menos de uma hora deixou Diversas vias foram alagadas. Os ventos intensos resultaram em queda de árvore e danos em fiações elétricas, mas segundo informações da imprensa, ninguém ficou ferido. Em João Pessoa, PB pancadas de chuva atingiram a orla de Tambaú. Junto a chuva ocorreram muitas rajadas de vento que provocaram quedas de árvores e problemas na rede elétrica, além disso toldos nas praias foram arrastados e telhados foram destruídos. O trânsito foi bastante prejudicado no fim da tarde desta segunda-feira no Distrito Federal devido a uma chuva forte que atingiu a região. A chuva começou por volta das 18h na região de Águas Claras e deixou aveidas alagadas, tornando a passagem dos motoristas inviável. Em Campo Grande, MS, os fortes ventos de ontem derrubartam árvores na Av. Afonso Pena Por fim, a cidade de Patos de Minas, MG foi afetada pelo temporal de ontem. A chuva e os ventos intensos derrubaram pelo menos 8 árvores, que provocou danos nas redes elétricas e algumas vias principais ficaram intransitáveis. (USINA DE ITAIPU) A usina de Itaipu precisou abrir três calhas das 14 existentes por causa do excesso de chuva. A última vez que comportas foram abertas simultaneamente foi em junho de 2016. A vazão das Cataratas do Iguaçu está cerca de cinco vezes o normal e o número de turistas chegou a ser recorde, segundo a empresa gestora. A energia gerada nestes primeiros dias do ano, comparada com o mesmo período do ano passado já é quase 9% maior. (MORTE NO FRIO) Um alpinista russo foi encontrado morto, supostamente por congelamento, pendurado num telhado de um edifício coberto de neve na Sibéria. O homem trabalhava em manutenção de edifícios e a causa da morte está sendo apurada, já que a sua cabeça estava para baixo, coberta de neve. Segundo a imprensa local, a temperatura no local teria chegado aos -27ºC. (NEVOEIROS) Pelos aeroportos, nesta manhã: Imperatriz, MA: nevoeiro (visibilidade reduzida a 50m) Londrina, PR: nevoeiro (visibilidade reduzida a 100m das 3h às 5h da manhã. O aeroporto chegou a fechar) Foz do Iguaçu, PR: nevoeiro (visibilidade reduzida a 600m) Cascavel, PR: nevoeiro (visibilidade reduzida a 600m) (CHUVA) Pelas estações do INMET, das 22h de ontem até 8h de hoje: Primavera do Leste, MT: 56mm Paranaíba, MS: 37mm Iguape, SP: 36mm Torres, RS: 36mm São Gabriel da Cachoeira, AM: 35mm Barra Bonita, SP: 31mm Boca do Acre, AM: 28mm (VENTO) Pelas estações automáticas do INMET, hoje: Petropolis, Pico do Couto, RJ: 58km/h Queimadas, BA: 55km/h Ibotirama, BA: 54km/h Ibitinga, SP: 53km/h São Simão, GO: 50km/h São Gonçalo, PB: 50km/h Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Sao Jose dos Ausentes, RS: 72km/h Macau, RN: 70km/h Petropolis, Pico do Couto, RJ: 70km/h Dracena, SP: 65km/h Nova Fátima, PR: 64km/h São Joaquim, SC: 64km/h Mossoro, RN: 63km/h Franca, SP: 63km/h Jaguaruana, CE: 63km/h Sacramento, MG: 63km/h Castanhal, PA: 62km/h Pão de Açucar, AL: 61km/h Calcanhar, RN: 61km/h