NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) Manhã de quarta-feira (18) com chuva forte e raios nas regiões da Campanha e do sul gaúcho, por influência do desenvolvimento de áreas de instabilidade associadas à formação de um sistema de baixa pressão atmosférica pela costa. Outra região com pancadas mais fortes é Roraima, devido a formação de novas instabilidades tropicais. Por fim, na maioria do país o que se tem é um tempo firme e seco. (CAPITAIS COM MAIS DIAS SEM CHUVA) São 47 cidades no Brasil com mais de 50 dias seguidos sem cair uma gota sequer, segundo o INMET, uma delas são as capitais de Tocantins, Goiás e do Distrito Federal. Aliás, as capitais com mais dias sem chuva, de acordo com o mesmo instituto, observados até o dia de ontem, são: Palmas, TO: 84 dias seguidos sem chuva (último dia de chuva: 24 de abril); Brasília, DF: 58 dias seguidos sem chuva; Goiânia, GO: 58 dias seguidos sem chuva; Campo Grande, MS: 34 dias seguidos sem chuva; Cuiabá, MT: 34 dias seguidos sem chuva (mas são 58 dias sem precipitação com acumulados acima dos 10mm); São Paulo, SP: 34 dias seguidos sem chuva (mas são 92 dias sem precipitação com acumulados acima dos 10mm); Belo Horizonte, MG: 5 dias seguidos sem chuva (mas são 58 dias sem precipitação com acumulados acima dos 10mm); (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações automáticas do INMET, ontem 189 cidades no Brasil apresentaram umidade do ar iguais ou abaixo dos 30%, destas cinco (05) foram em capitais: São Paulo (Mirante de Santana), SP: 21%, estado de atenção; Palmas, TO: 22%, estado de atenção Goiânia, GO: 26%, estado de atenção; Cuiabá, MT: 22%, estado de atenção; Campo Grande, MS: 20%, estado de alerta; (QUEIMADAS NO BRASIL) No Brasil o número de queimadas neste mês de julho soma 5197, e junto com o do mês de junho, que registrou 5799 focos, são os meses com maiores incidências de queimadas deste ano (como mostra a figura). Sendo que o estado em que teve a maior incidência foi o Mato Grosso, com 1020 em Julho e 1623 em junho deste ano de 2018. Fonte: http://www.inpe.br/queimadas/portal/estatistica_paises (METEOTSUNAMI NA ESPANHA) No dia (16) de Julho, um meteotsunami formado no Mar Mediterrâneo, perto da costa da Espanha inundou a região costeira de Maiorca e Menorca, as Ilhas Baleares da Espanha no Mar Mediterrâneo. As ondas do mar chegaram a 1,5 metros de altura. Não houve relatos de feridos; Meteotsunami são causados por fortes tempestades. Ou seja, enquanto os tsunamis são desencadeados pela atividade sísmica, os meteotsunamis são criados por distúrbios da pressão atmosférica, causados por eventos climáticos que se movem rapidamente, como tempestades severas, rajadas de vento e outras frentes de tempestade. Essa tempestade cria uma onda que se move em direção à costa. Eles ocorrem em muitos lugares ao redor do mundo, incluindo os Grandes Lagos, Golfo do México, Costa Atlântica e os Mares Mediterrâneo e Adriático. E o último que ocorreu no Brasil foi em outubro de 2017, em Santa Catarina. ------------------ REGIÃO SUL (GRANIZO NO RS) Algumas cidades gaúchas, como Santa Maria, Ivoti e Santiago, registraram queda de granizo no começo da terça-feira (17), segundo os munícipes. De acordo com a Defesa Civil do estado, Caseiros e Vacaria também tiveram quedas de pedras de gelo, o primeiro na terça e o segundo na noite de segunda (16). (ALAGAMENTOS NO RS) A chuva, na manhã da terça-feira (17), provocou alagamentos e deixou o trânsito lento em diversos pontos de Porto Alegre. O que provocou, por volta das 14h30, alguns bloqueios foram registrados na zona sul. Pois, a falta de energia elétrica deixou 11 semáforos desligados nas áreas Central, Leste e zona Norte da cidade. (DESTAQUE EM PORTO ALEGRE) De acordo com os dados oficiais do INMET, em Porto Alegre-RS a máxima temperatura de terça-feira (17) alcançou os 18,6°C, 0,7° abaixo da sua normal climatológica (1981-2010), que é de 19,3°C. Além de ser o valor mais baixo desde o dia 12 de julho, quando os termômetros marcaram 18,2°C. (DESTAQUE CURITIBA) Segundo os dados oficiais do INMET, a máxima temperatura de terça-feira (17) chegou aos 25,6°C, 5,9° acima de sua normal climatológica (1981-2010), 19,7°C. Mesmo assim, foi baixa se comparada a da segunda-feira (16), quando fez 27,2°C a mais alta deste inverno e desde o dia 04 de maio, quando fez 27,8°C. E o destaque não parou por aí, na segunda foi o dia mais quente em nove (09) anos para um mês de julho na capital paranaense, ou seja o mais quente deste o dia 28 de julho de 2008 quando registrou 27,9°C. Até o momento, não houve registro de acumulado de chuva na capital do Paraná, sendo que sua média histórica em julho é de 94,1mm. (CIDADES COM MAIS DIAS SEM CHUVA SIGNIFICATIVA NO PR) São 7 cidades no Paraná com mais de 30 dias seguidos sem acumulados significativos, ou seja acima dos 10mm, segundo o INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), observados no dia de ontem: Paranavai, Maringá, Londrina, Icaraima, Apucarana, Ventania e Ibaiti. (ACUMULADOS EM 24 HORAS) Segundo os dados das estações do CEMADEN, os maiores acumulados nas últimas 24horas, medidos às 07h40: Porto Alegre, RS: 67,5mm, quase a metade de sua média histórica, 141,3mm Viamão, RS: 66,4mm Alvorada, RS: 59mm Taquari, RS: 42,8mm Canoas, RS: 54,6mm Gravataí, RS: 50,2mm (CHUVA) Pelas estações do INMET, entre a noite de ontem e hoje: Dom Pedrito, RS: 33,2mm Santana do Livramento, RS: 23,8mm Bagé, RS: 25,8mm Torres, RS: 12,4mm Caçapava Do Sul, RS: 8mm Encruzilhada Do Sul, RS: 6,2mm Quarai, RS: 5,2mm (CHUVA DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Porto Alegre, RS: 60mm Florianópolis, SC: 12,6mm Tramandai, RS: 82,2mm Torres, RS: 52,2mm Campo Bom, RS: 45,6mm Rio Pardo, RS:39,8mm Canela, RS: 36,4mm Camaquã, RS: 36,2mm Encruzilhada Do Sul, RS: 34,6mm Urussanga, SC: 32,2mm Rio Grande, RS: 32mm Jaguarão, RS: 29,6mm Cambará do Sul, RS: 28,4mm Sao Jose dos Ausentes, RS: 26mm Teutonia, RS: 25,4mm Tupanciretã, RS: 22,4mm Vacaria, RS: 20,8mm (RAJADAS DE VENTO DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Cambará do Sul, RS:60,8km/h às 20 horas Rio Grande, RS:59,4km/h às 12 horas Soledade, RS:59km/h às 11 horas Novo Horizonte, SC:56,5km/h às 14 horas Canguçu, RS:55,4km/h às 11 horas Mostardas, RS:53,6km/h às 10 horas Tramandai, RS:52,9km/h às 13 horas Vacaria, RS:52,6km/h às 11 horas Dionisio Cerqueira, SC:52,2km/h às 12 horas Canela, RS:51,5km/h às 10 horas São Vicente do Sul, RS:50,4km/h às -3 horas Sta Vitoria do Palmar, RS:50,4km/h às 19 horas Xanxerê, SC:50km/h às 14 horas Pelo aeroporto, ontem: Pelotas, RS: 52km/h às 11horas (RAJADAS DE VENTO HOJE) Pelas estações automáticas do INMET, hoje: Canguçu: 54,4 km/h às 04 horas (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: Curitiba-PR: 10,4°C, mesma sensação Florianópolis (São José)-SC: 17,7°C, com sensação de 16,7°C Porto Alegre-RS: 17,2°C, com sensação de 17,1°C (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Curitiba, PR: 25,6°C Florianópolis (São José), SC: 24,4°C Porto Alegre, RS: 18,4°C (NEVOEIRO) Até as 07:39:26, de acordo com os Aeroportos: O Aeroporto Internacional Afonso Pena (Curitiba-PR) registrou nevoeiro, nesta manhã. -------------------- REGIÃO SUDESTE (SITUAÇÃO CRÍTICA NOS RESERVATÓRIOS) Na região do Sistema Cantareira choveu pouco neste início do mês, e de acordo com os dados atualizados da Sabesp, por enquanto, é o julho mais seco desde 2008 por lá. Foram apenas 0,9mm neste mês, com um índice de armazenamento de 41,6%. O último valor mais baixo de chuva em um mês de julho foi o de 0,4mm em 2008, a 10 anos atrás. Como mencionado anteriormente, o volume total de água armazenada no reservatório está abaixo dos 50%, e do dia 1 até agora caiu 2,1%, ou seja passou dos 43,7% no dia 1° para os 41,6% na última terça-feira (17). Salienta-se que o valor de agora é o mais baixo desde o final de julho de 2015, quando ficou negativo, no volume morto. Ressalta-se que a precipitação volta, com acumulados elevados, só no final deste mês na região. É importante lembrar que a reserva técnica começou a ser prejudicada no começo de abril de 2013, quando o volume de água foi caindo lentamente, mas o volume útil se esgotou exatamente no dia 11 de julho de 2014 e saiu do volume morto nos primeiros dias de janeiro de 2016, segundo estudos da USP e UNESP. O Cantareira chegou a atender 9 milhões de pessoas só na Região Metropolitana de São Paulo, mas atualmente abastece 7,4 milhões após a crise hídrica que atingiu o estado em 2014 e 2015. Os sistemas Guarapiranga e o Alto Tietê absorveram parte dos clientes para aliviar a sobrecarga do Cantareira durante o período de estiagem. (Fontes: http://www2.sabesp.com.br/mananciais/DivulgacaoSiteSabesp.aspx e http://cantareira.github.io/historico.html) Chuva em Julho sobre o Sistema Cantareira (Fonte: SABESP) Meses ano chuva média histórica (atualizada) de chuva do mês o que representa ÍNDICE ARMAZENADO NO FINAL DO MÊS 1 até 17 de julho 2018 0,9mm 48,7mm chuva abaixo da média 41,60% Julho 2017 2,1mm 48,7mm chuva abaixo da média 62,80% Julho 2016 5,9mm 48,7mm chuva abaixo da média 46,80% Julho 2015 43,9mm 48,7mm chuva abaixo da média Macapá-AP: 24,3°C, mesma sensação Belém-PA: 23,1°C, mesma sensação Palmas-TO: 18,9°C, com sensação de 18,5°C Boa Vista-RR: 22,0°C, mesma sensação Manaus-AM: 23,8°C, mesma sensação-10,50% Julho 2014 40,4mm 48,7mm chuva abaixo da média 15,40% Julho 2013 74,1mm 48,7mm chuva acima da média 53,40% Julho 2012 52,7mm 48,7mm chuva acima da média 74,00% Julho 2011 4,2mm 48,7mm chuva abaixo da média 87,20% Julho 2010 81,3mm 48,7mm chuva acima da média 94,60% Julho 2009 141,2mm 48,7mm chuva acima da média 84,10% Julho 2008 0,4mm 48,7mm chuva abaixo da média 60,50% (DESTAQUE EM SÃO PAULO) De acordo com os dados oficiais do INMET, em São Paulo a máxima temperatura terça-feira (17) alcançou 27,0°C, 1,2 abaixo do registrado no dia anterior, quando chegou aos 28,2°C, e além de ser 5,8° acima da sua normal climatológica (1981-2010), que é de 22,4°C foi o dia mais quente deste mês de Julho na capital, é o segundo mais quente do Inverno, que começou em 21 de junho, perdendo apenas para os 28,5°C registrados no dia 24 e junho. E o destaque não para por aí, nessa segunda foi o dia mais quente em dois anos para um mês de julho na capital paulista, ou seja o mais quente desde julho de 2016 quando registrou 29,2°C no dia 15 (lembrando que foi comparado apenas os meses de julho). Ressalta-se que a maior máxima em julho de 2017 foi de 26,1°C no dia 17. (RAJADAS DE VENTO DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Votuporanga, SP:59km/h às 14 horas São Sebastião, SP:53,3km/h às 2 horas (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações automáticas do INMET, ontem 189 cidades no Brasil apresentaram umidade do ar iguais ou abaixo dos 30%, destas algumas foram na Região Sudeste, incluindo uma capital: São Paulo (Mirante de Santana), SP: 21%, estado de atenção; Itatiaia - Parque Nacional, RJ:13%, estado de alerta Campos Do Jordão, SP:15%, estado de alerta Presidente Prudente, SP:18%, estado de alerta Sorocaba, SP:18%, estado de alerta Barueri, SP:19%, estado de alerta Casa Branca, SP:19%, estado de alerta Valparaiso, SP:19%, estado de alerta (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 15,9°C, com sensação de 14,4°C Vitória-ES: 17,6°C, com sensação de 16,6°C Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 20,1°C, mesma sensação São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 13,7°C, com sensação de 12,7°C (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Belo Horizonte (Pampulha), MG: 26,4°C Vitória, ES: 28,6°C Rio de Janeiro (Forte Copacabana), RJ: 25,3°C São Paulo (Mirante de Santana), SP: 27,1°C (FENÔMENOS DIVERSOS NOS AEROPORTOS) Nos Aeroportos, até às 07:39:26: O Aeroporto de Congonhas (São Paulo-SP) registrou névoa seca nas últimas horas. ---------------- REGIÃO CENTRO-OESTE (DESTAQUE GO) Estado de Atenção: Em Goiânia-GO, a umidade relativa do ar foi de 27% na terça-feira (17). O tempo seco já vem castigando a cidade há quase 2 meses. Recomenda-se que não sejam praticadas atividades ao ar livre durante períodos secos como este. Fonte: estações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). (DESTAQUE MT) Terceira tarde mais quente na cidade de Cuiabá-MT em pleno inverno na terça-feira (17), com temperatura máxima de 36,0°C. A maior temperatura registrada este ano foi de 36,5°C, durante o verão. A amplitude térmica é muito alta durante esta época do ano e as temperaturas podem subir muito mesmo nesta estação. Segunda (16), por exemplo, a capital registrou temperatura máxima de 35,9°C. Fonte: estações OFICIAS ou convencionais do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). (RAJADAS DE VENTO DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Goianésia, GO:51,5km/h às 15 horas (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações automáticas do INMET, ontem 189 cidades no Brasil apresentaram umidade do ar iguais ou abaixo dos 30%, destas algumas foram na Região Centro-Oeste, como em três capitais: Goiânia, GO: 26%, estado de atenção; Cuiabá, MT: 22%, estado de atenção; Campo Grande, MS: 20%, estado de alerta; Cassilandia, MS:17%, estado de alerta Chapadão Do Sul, MS:17%, estado de alerta Agua Clara, MS:18%, estado de alerta Bataguassu, MS:19%, estado de alerta Costa Rica, MS:19%, estado de alerta Mineiros, GO:19%, estado de alerta Três Lagoas, MS:19%, estado de alerta (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: Brasília-DF: 15,0°C, com sensação de 13,1°C Goiânia-GO: 14,7°C, com sensação de 14,0°C Cuiabá-MT: 20,4°C, mesma sensação Campo Grande-MS: 20,8°C, mesma sensação (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Cuiabá, MT:35,5°C Sonora, MS:37,4°C Apiacás, MT:35,7°C Pontes De Lacerda, MT:35,7°C Brasília, DF: 25,2°C Goiânia, GO: 29,7°C Campo Grande, MS: 32,8°C ------------------ REGIÃO NORDESTE (DESTAQUE FORTALEZA) Até o momento, Fortaleza recebeu o segundo maior volume de água neste mês de julho na capital no Brasil, com um total de 193,0mm registrados pela estação automática do INMET. O que representa mais do que o triplo de sua média climatológica deste mês(70,1mm). Aliás, só com esses poucos dias já é o julho mais chuvoso em 9 anos na capital do ceará. Ressalta-se que os meses mais chuvosos nessa cidade é de Janeiro à junho. Essas chuvas que ocorrerram foram por conta de um fenômeno meteorológico chamado Ondas de Leste, que trouxe bastante umidade do oceano para à costa do Ceará. Ele tem origem lá na costa africana e se propaga, através dos ventos em forma de ondas, em direção à costa da América do Sul, na região tropical do globo. No Brasil, as ondas de leste são mais comuns no inverno e atingem mais ao litoral Nordestino, com duração entre 3 e 5 dias. CHUVA DE JULHO EM FORTALEZA-CE (FONTE:INMET) ANO CHUVA DE JULHO 2009 208,8mm 2010 54,2mm 2011 123,2mm 2012 6,3mm 2013 87mm 2014 35,6mm 2015 147,5mm 2016 5,3mm 2017 78,1mm 2018 193,0mm (ALÍVIO DA SECA DO NORDESTE) A chuva que caiu nos primeiros meses de 2018 foi um alívio, no sertão do Ceará. Depois de seis (6) anos seguidos de seca rigorosa, a chuva dos primeiros meses de 2018 trouxeram um alívio, no sertão do Ceará. O maior açude do Ceará saiu do período de chuva com quatro vezes mais água do que entrou,entretanto a quantidade de chuva foi dentro da média histórica, mas, isso é muito num estado que sofria com a seca desde 2011. (DESTAQUE NATAL) A capital nos estados do Brasil a apresentar o maior acumulado deste mês de julho, até o momento, foi Natal. Nestes 17 primeiros dias os acumulados somaram 237,3mm, o que se aproxima bastante de sua climatologia do mês (242,2mm). Mesmo sendo um valor alto, não se compara aos 414,3mm registrados em julho do ano passado, quando choveu um total de 414,3mm. (CHUVA) Pelas estações do INMET, entre a noite de ontem e hoje: Recife, PE: 12,8mm Amargosa, BA: 7,6mm João Pessoa, PB: 3,2mm São Luis do Quitunde, AL: 8,6mm (CHUVA DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Recife, PE: 4,2mm Aracaju, SE: 3mm Salvador, BA: 3,0mm (RAJADAS DE VENTO DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Salgueiro, PE:72,7km/h às 13 horas Calcanhar, RN:55,4km/h às 12 horas Caracol, PI:53,3km/h às 9 horas (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações automáticas do INMET, ontem 189 cidades no Brasil apresentaram umidade do ar iguais ou abaixo dos 30%, destas algumas foram na Região Nordeste: Patos, PB:12%, estado de alerta Bom Jesus Do Piaui, PI:15%, estado de alerta Alvorada Do Gurgeia, PI:18%, estado de alerta Balsas, MA:18%, estado de alerta Uruçui, PI:18%, estado de alerta Valença Do Piaui, PI:18%, estado de alerta Carolina, MA:19%, estado de alerta Estreito, MA:19%, estado de alerta (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: São Luis-MA: 22,4°C, mesma sensação Teresina-PI: 21,2°C, mesma sensação Fortaleza-CE: 22,0°C, mesma sensação Natal-RN: 21,5°C, mesma sensação Recife-PE: 21,1°C, mesma sensação Maceió-AL: 21,1°C, mesma sensação Aracaju-SE: 24,3°C, mesma sensação Salvador-BA: 21,7°C, mesma sensação (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Piripiri, PI:36,6°C Sobral, CE:36,5°C Ipanguaçu, RN:35,8°C Valença do Piaui, PI:35,8°C Castelo do Piaui, PI:35,6°C São Luis, MA: 30,9°C Teresina, PI: 33,2°C Fortaleza, CE: 30,9°C Natal, RN: 28,6°C Recife, PE: 28,6°C Maceió, AL: 28,4°C Aracaju, SE: 29,3°C Salvador, BA: 28,7°C -------------------- REGIÃO NORTE (DESTAQUE TO) De acordo com os dados das estações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) da terça-feira (17): Pela segunda vez no ano, a capital do estado do Tocantins, Palmas registrou temperatura máxima de 37,7°C, sendo a segunda maior temperatura registrada até agora. A primeira vez que esta temperatura foi registrada, foi em 07 de junho deste ano. A maior máxima é de 38,0°C, registrada em 13 de julho. (CHUVA) Pelas estações do INMET, entre a noite de ontem e hoje: Boa Vista, RR: 18,2mm (CHUVA DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Belém, PA: 5,6mm Itaubal, AP: 34,6mm São Gabriel da Cachoeira, AM: 25,2mm (RAJADAS DE VENTO HOJE) Pelos dados dos aeroportos, hoje: Boa Vista, RR: 54km/h às 03h17 (RAJADAS DE VENTO DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Palmas, TO:54,4km/h às 10 horas Mateiros, TO:53,3km/h às 10 horas (RAJADAS DE VENTO HOJE) Pelas estações automáticas do INMET, ontem: (UMIDADE RELATIVA) Pelas estações automáticas do INMET, ontem 189 cidades no Brasil apresentaram umidade do ar iguais ou abaixo dos 30%, destas algumas foram na Região Norte, com em uma capital: Palmas, TO: 22%, estado de atenção (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: Macapá-AP: 24,3°C, mesma sensação Belém-PA: 23,1°C, mesma sensação Palmas-TO: 18,9°C, com sensação de 18,5°C Boa Vista-RR: 22,0°C, mesma sensação Manaus-AM: 23,8°C, mesma sensação (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Ariquemes, RO:35,6°C Santana do Araguaia, PA:35,5°C Macapá, AP: 31,7°C Belém, PA: 34,1°C Palmas, TO: 35,0°C Boa Vista, RR: 32,3°C Manaus, AM: 33,6°C Porto Velho, RO: 34,6°C