NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) Terça-feira (23) começa com pancadas de chuva e trovoadas no Norte, Sul, Centro-Oeste e parte do Sudeste. São áreas de instabilidade tropicais associadas à Alta da Bolívia e um corredor de umidade da Amazônia, e que ontem chegaram a provocar chuva forte em alguns pontos entre São Paulo e Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo, atua um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis no Nordeste. O sistema mantém ao mesmo tempo o céu aberto no interior da Bahia e a chuva na faixa norte nordestina. (CAPITAIS DESTAQUES) Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), ontem São Paulo, SP registrou a tarde mais quente do verão (32,2ºC) e desde o dia 15 de novembro de 2017. Porto Velho, RO com 33,7ºC também teve a maior máxima do verão. Em Cuiabá, MT houve a segunda maior temperatura de janeiro (36ºC). (CHUVA SP) Voltou a chover forte no final da segunda na Grande São Paulo. Os maiores acumulados ficaram concentrados nas faixas leste e norte da Região Metropolitana, como em Suzano que acumulou 63,0mm E Caieiras com 59,4mm (sendo que boa parte desse valor foi em apenas duas horas). Na Capital houve estado de atenção e alagamentos, mas os acumulados não passaram dos 25mm. (CHUVA-ESTRAGOS) A forte chuva que caiu em Barueri, SP fez com que o jogo de futebol entre São Paulo e Internacional fosse adiado. O árbitro decidiu interromper o jogo aos 17 minutos do segundo tempo e o complemento da partida será disputado às 15h desta terça (23), no mesmo local. O calor da tarde desta última segunda-feira (22) causou temporais no Vale do Paraíba em São Paulo. Em Pindamomhangaba, SP a ventania derrubou árvores. No Triângulo, três carros foram atingidos por galhos. Segundo os bombeiros, ninguém se feriu. Em Lorena, SP no centro e na Vila Industrial, a água invadiu as ruas e transformou as vias em rios. Os danos provocados pelas chuvas entre o fim de semana e ontem em Indaiatuba, SP ainda prejudicam ao menos três famílias, que estão desabrigadas. A prefeitura realizou ações de limpeza e verificou se haviam danos estruturais. A volta das famílias foi marcada para hoje. No sábado, o temporal arrastou um carro, provocou quedas de árvores e trouxe chuvas de 112,2mm em 72 horas, segundo informações da Defesa Civil. No Rio de Janeiro, a chuva forte deixou várias ruas alagadas em Volta Redonda, RJ. Além disso, bairros ficaram sem energia elétrica e houve muitas quedas de árvores. Na capital fluminense, Bangu e Padre Miguel foram os bairros mais afetados pela chuva desta última segunda-feira. Houve registros de alagamentos na Estrada da Água Branca, esquina com a Estrada Porto Nacional, em Bangu. Já em Padre Miguel, o caso mais grave aconteceu na Rua Marcio Abrahão, na localidade de Ponto Chic, também alagada pelo temporal. No Paraná Um veículo escorregou numa queda de 20 metros nas proximidades de uma linha férrea, quando um barranco deslizou na região dos Campos Gerais na segunda-feira. Segundo informações da imprensa não houve feridos. Um trem de carga chegou a ser atingido pela lama na estrada que liga Curitiba, PR ao litoral no último domingo, por causa das chuvas do fim de semana. (TEMPERATURA) Hoje a menor temperatura do País foi observada no Rio de Janeiro, no Parque Nacional de Itatiaia (um dos mais altos do Páis) com 10,4ºC. (GRANIZO) Houve granizo ontem à tarde em Taubaté, SP e Rio de Janeiro, RJ. No domingo, houve granizo no Nordeste em Santana do Acaraú, CE. (TEMPESTADE DE INVERNO EUA) A tempestade de inverno Jaxon causou danos na manhã de segunda-feira no meio oeste dos Estados Unidos (como no Colorado, Kansas e na Dakota do Sul), tendo centenas de voos cancelados e uma rodovia fechada. A nevasca e o excesso de neve acumulada fizeram também que o Condado do Platte, em Nebraska, entrasse em estado de emergência, pois a visibilidade ficou muito prejudicada. Caiu 50,8cm de neve nas Monatanhas de Utah, só no final de semana. (VENTANIA NO CANADÁ) No domingo (21) teve ventania em Colúmbia Britânica, no Canadá, derrubando árvores e deixando mais de 73.000 clientes sem fornecimento de energia. Além disso, pelo menos duas pessoas ficaram feridas. A área mais afetada foi a costa Sunshine Coast, em parte da Ilha de Vancouver e áreas ao sul do rio Fraser incluindo Surrey, Langley e Delta. Os ventos atingiram mais de 100 km/h em toda a região. Houve avalanche e chegou a fechar parte de uma rodovia, reabrindo ontem. Outras partes do país foram atingidas por fortes nevascas, com até 30 cm queda de neve sobre a rodovia que vai de Coquihalla de Hope para Merritt no domingo à noite. (VULCÃO ATIVO NAS FILIPINAS) Na segunda-feira (22) o vulcão Mayon, nas Filipinas, entrou em erupção provocando uma coluna de cinzas que subiu até 12,5 km acima do nível do mar. O aumento da atividade no vulcão obrigou as autoridades a colocar na escala 4 o nível de alerta (onde a escala vai até 5). O Mayon esta a 2.462 m acima do Golfo Albay e é o vulcão mais ativo das Filipinas. As erupções históricas neste vulcão é desde o ano de 1616. Porém, a erupção mais violenta de Mayon ocorreu em 1814, matou mais de 1200 pessoas e devastou várias cidades. (CHUVA) Pelo INMET, das 22h de ontem até 7h de hoje: Guarantã, MT: 52mm Iguape, SP: 51mm Registro, SP: 39mm Porto Velho, RO: 33mm Teresina, PI: 28mm São Luís do Quitunde, AL: 27mm Pelas estações automáticas do INMET, ontem: Florianópolis, SC: 61mm Colinas do Tocantins, TO: 85,2mm, maior chuva em 24 horas (*) desde o início de dezembro do ano passado. Esperantina, PI: 75,6mm Cachoeira Paulista, SP: 69,2mm Coronel Pacheco, MG: 54,2mm Farol Santana, MA: 45,2mm (VENTO) Pelo INMET, ontem: Belo Horizonte , Cercadinho, MG: 70,6km/h Rio de Janeiro, Vila Militar, RJ: 64,1km/h Ituporanga, SC: 112km/h Ilha do Mel, PR: 83,2km/h Curitibanos, SC: 79,9km/h Morro da Igreja (Bom Jardim da Serra), SC: 79,2km/h Barbacena, MG: 78,8km/h Taubaté, SP: 76,7km/h Santa Vitoria do Palmar (Barra do Chuí), RS: 75,2km/h Foz do Iguaçu, PR: 73,4km/h Indaial, SC: 70,9km/h Laguna (Farol Santa Marta), SC: 70,6km/h Juiz de Fora, MG: 68,4km/h Iguape, SP: 68,0km/h às 22 horas Lagoa Vermelha, RS: 67,3km/h Presidente Kennedy, ES: 65,9km/h Clevelandia, PR: 65,2km/h Lages, SC: 63,7km/h Cametá, PA: 63,4km/h General Carneiro, PR: 62,6km/h Ventania, PR: 62,6km/h Arraial do Cabo, RJ: 60,8km/h São Luis do Paraitinga, SP: 60,8km/h Esperantina, PI: 60,1km/h Mateiros, TO: 60,1km/h (QUEIMADAS) De acordo com satélites de monitoramento de queimadas do INPE, observados pelo valor do satélite de referência AQUA, MT, só ontem (22), o Brasil foi responsável por 50 focos de queimada. Destes, 20% ocorreram no estado de Minas Gerais, 16% em Goiás, 14% no Pará e 10% no Maranhão (UMIDADE RELATIVA) Pelo INMET, ontem pelo menos 118 cidades registraram umidade relativa do ar igual ou abaixo de 30%. Destas: 1 cidade apresentou estado de emergência (abaixo dos 12%) 19 cidades em estado de alerta (20 a 12%) 98 cidades em estado de atenção (21% a 30%) Mocambinho, MG: 11%, estado de emergência Montalvania, MG: 12%, estado de alerta Nas capitais: Brasília, DF: 25%, estado de atenção Goiânia, GO: 27%, estado de atenção