NOTÍCIAS

VÍDEOS

Satélite

(SATÉLITE) A sexta-feira (15) vai começando com muitas nuvens espalhadas em boa parte do País. No Sudeste, Centro-Oeste e áreas do Norte e Nordeste do Brasil há a combinação de diversos sistemas, dentre eles: um corredor de umidade da Amazônia em direção ao Sudeste, a atuação de uma área de baixa pressão atmosférica em superfície entre o Brasil e o Paraguai, e duas circulações de ventos no alto da atmosfera: a Alta da Bolívia e um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis que ajudam a espalhar instabilidade em quase todo o Brasil. Nota-se muita nebulosidade sobre boa parte do Brasil, com exceção da região do Rio Grande do Sul. No noroeste do estado de São Paulo, assim como em Minas Gerais e Goiás, até mesmo no Mato Grosso do Sul, como em Campo Grande, tiveram volumes de chuva elevados nas últimas 24 horas, mas neste caso por conta de um Vórtice Ciclônico de Níveis Médios, que ajuda na formação de nuvens carregadas. (TEMPORAIS NA BA) Temporais voltaram a atingir algumas áreas da Bahia entre a quinta-feira e esta madrugada. Salvador amanheceu hoje com chuva e pontos de alagamento, que bloqueiam ruas e avenidas. Houve também quedas de árvores. Segundo a Codesal, houve três ocorrências: ameaça de desabamento, desabamento parcial e infiltração. Na cidade de Luís Eduardo Magalhães, a chuva forte que caiu ontem no final da tarde trouxe transtornos. Pessoas precisaram ser resgatadas de carros ilhados e houve vários alagamentos. Não há registro de feridos. (CHUVA EM SP) Na tarde de quinta-feira houve chuva forte e 7 pontos de alagamento intransitáveis na cidade de São Paulo, SP, de acordo com a Prefeitura. A região mais afetada foi a Zona Norte, onde moradores ilhados precisaram ser resgatados em botes pelo Corpo de Bombeiros. Há imagens nas redes sociais flagrando o momento que a correnteza arrasta barracas de uma feira em Pirituba. No total, o Corpo de Bombeiros atendeu 20 chamados de enchentes e 21 de quedas de árvores nesta quinta na capital. Mas outras cidades do interior paulista seguem sofrendo com o excesso de chuva: Sorocaba registrou, em apenas 1 hora, 90 mm. Isso corresponde a quase dez dias de chuva em 60 minutos. (CHUVAS EM MG) A noite da quinta-feira foi marcada por temporais no sul de Minas Gerais. Em Varginha, houve alagamentos e diversas quedas de árvores. Há imagens de redes sociais que documentam os estragos, que contabilizam quedas de árvores, alagamentos e acúmulo de lama. Um rio quase transbordou no bairro Santa Maria. A Av. Plínio Salgado ficou bloqueada por alagamento e o Corpo de Bombeiros atendeu a vários chamados em decorrência do temporal, porém, sem vítimas. (TRANSBORDAMENTO DE REPRESAS) As fortes chuvas que caíram ontem de madrugada em Catalão, GO causaram alagamentos em toda a cidade. Além do transbordamento do Ribeirão Piratininga, três represas localizadas no bairro de Monsenhor Souza também transbordaram por conta do elevado volume de chuvas. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, 12 casas foram invadidas pelas águas, mas sem feridos. Foram quase 100 mm de chuva em apenas poucas horas. (RESERVATÓRIOS NO PR) Mesmo com as chuvas frequentes das últimas semanas, o nível dos reservatórios ainda preocupa no Paraná. Segundo dados do Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba (SAIC), obtidos pelo SANEPAR, o nível dos reservatórios do sistema no geral na capital do Paraná era de 38,44% no dia 18/12/20, de 41,04% no dia 23/12/2020, de 40,88% no dia 29/12/20, de 40,95% no dia 30/12/20 e no dia 06/01/21, e caiu para 40,61% no dia 14/01/21. Ou seja, em apenas uma semana houve uma queda de 0,34% no reservatório do Paraná. (CHUVA DE JANEIRO) Neste mês de janeiro de 2021, choveu 87,6 mm em Salvador, BA, pela estação convencional ou oficial do inmet. Isso já é 6,2% acima da sua média, de 82,5mm. Já em Boa Vista, RR, choveu neste mês de janeiro 162,4 mm, segundo dados oficiais do INMET, isso já é mais do que o quádruplo da sua média (37 mm). Além disso, este janeiro já é o mais chuvoso em 15 anos, e o segundo com o maior volume de chuva desde 1961, ficando atrás somente de janeiro de 2006, quando acumulou 209,6mm. (SECA EM ANGOLA) Agricultores de Angola estão preocupados com a atual estiagem pela qual passa o país africano desde outubro, e que compromete a atual safra de grãos, como milho. As altas temperaturas dos últimos dias também têm estragado as lavouras que conseguiram se desenvolver. Segundo informações da imprensa local, ainda não há perspectivas de melhora na safra atual. (CHUVAS) Maiores chuvas do Brasil de hoje, das 0h às 7h: 60,37 mm em SALVADOR-BA (Federacao) (cemaden) 43,8 mm em Florianopolis-ETE-Insular-CASAN-SC (ciram) 33,9 mm em ILHOTA-SC (Pedra de Amolar) (cemaden) 32,88 mm em ITAJAI-SC (Sao Roque) (cemaden) 29,4 mm em PENHA-SC (Penha 01) (cemaden) 28,34 mm em LAURO DE FREITAS-BA (Vila Praiana) (cemaden) 27,8 mm em JATOBA-MA (Centro) (cemaden) 27,8 mm em PARINTINS-AM (Centro) (cemaden) 24,8 mm em LAGUNA-SC (Bananal) (cemaden) 23,8 mm em PALHOCA-SC (Praia de Fora) (cemaden) 22,77 mm em SAO JOSE DOS CAMPOS-SP (Jardim Altos de Santana) (cemaden) 22,43 mm em ITABUNA-BA (Sao Caetano) (cemaden) 22,4 mm em ANTONIO CARLOS-SC (Rio Biguacu) (cemaden) 22,28 mm em BARREIRINHA-AM (Santa Luzia) (cemaden) 21,83 mm em GAROPABA-SC (Estrada Geral Gamboa) (cemaden) 21,22 mm em SAOJOSE-SC (Campinas) (cemaden) 21,07 mm em GANDU-BA (Dois de Julho) (cemaden) 20,2 mm em PEIXOTO DE AZEVEDO-MT (Bela Vista) (cemaden) (CHUVAS) Maiores chuvas do Brasil de ontem: 142,0 mm em CATALAO-GO (inmet) 115,0 mm em SOROCABA-SP (Brigadeiro Tobias) (cemaden) 110,6 mm em BAMBUI-MG (inmet) 105,7 mm em Dois Corregos-SP (ciiagro) 91,4 mm em BOITUVA-SP (Jardim Amelia) (cemaden) 91,4 mm em CHARQUEADA-SP (Charqueada 01) (cemaden) 88,6 mm em ITAPOA-SC (Itapoa Terminais Portuarios) (cemaden) 84,28 mm em RIO BRANCO-AC (ACOca) (cemaden) 83,0 mm em Ituverava-SP (ciiagro) 78,4 mm em MINEIROS-GO (inmet) 75,2 mm em Guaratuba-PR (simepar) 74,23 mm em GUARUJA-SP (Jardim Helena Maria) (cemaden) 73,0 mm em OSASCO-SP (Jaguaribe) (cemaden) 72,0 mm em RIO CLARO-SP (Jardim Inocoop) (cemaden) 71,0 mm em CARANGOLA-MG (Alvorada) (cemaden) 67,27 mm em SAOPEDRO-SP (Portal das Flores) (cemaden) 67,2 mm em ARTUR NOGUEIRA-SP (Vista Alegre) (cemaden) 65,0 mm em IPEUNA-SP (Centro) (cemaden) 61,4 mm em OSASCO-SP (Rochdale) (cemaden) 60,4 mm em SAO FRANCISCO DO SUL-SC (Centro) (cemaden) 57,42 mm em GUARUJA-SP (Cachoeira) (cemaden) 56,8 mm em CUIABA-MT (Centro de Saude) (cemaden) 56,61 mm em LIMEIRA-SP (Distrito Tatu) (cemaden) 56,0 mm em SANTO ANTONIO DO PINHAL-SP (Centro) (cemaden) 55,6 mm em SAO JOSE DOS CAMPOS-SP (Jardim Altos de Santana) (cemaden) 55,6 mm em PORANGABA-SP (Centro) (cemaden) 55,36 mm em ITUPEVA-SP (Guacuri) (cemaden) 55,2 mm em PIRACICABA-SP (Vila Rezende) (cemaden) 55,0 mm em AGUAS DE SAOPEDRO-SP (Centro) (cemaden) 54,6 mm em CALDAS NOVAS-GO (Prefeitura Municipal) (cemaden) 54,32 mm em MONTEMOR-SP (SantaCruz) (cemaden) 53,2 mm em CARAPICUIBA-SP (Altos da Santa Lucia) (cemaden) 52,2 mm em XAPURI-AC (Cageacre) (cemaden) 51,8 mm em POSSE-GO (Setor Dom Prudencio) (cemaden) 51,6 mm em UBERLANDIA-MG (Pampulha) (cemaden) 50,6 mm em MogiGuacu-SP (ciiagro) 49,6 mm em APARECIDA DE GOIANIA-GO (Predio Adm Da Prefeitura) (cemaden) 49,31 mm em VOTORANTIM-SP (Centro) (cemaden) 48,4 mm em GOIANIA-GO (Corrego Cascavel) (cemaden) (NEVOEIRO) Pelos aeroportos, nesta manhã: Anápolis, GO: nevoeiro (visibilidade reduzida a 200m) Campo Grande, MS: nevoeiro (visibilidade reduzida a 1000m) (VENTO) Maiores rajadas de vento de ontem: 60,1 km/h em BURITIS-MG (inmet) 58,3 km/h em Jaragua do Sul-Barra do Rio Cerro-SC (ciram) 58,0 km/h em Joinville-Vila Nova-SC (ciram) 57,2 km/h em Aeroporto Internacional Salgado Filho (Porto Alegre-RS) (redemet) 54,0 km/h em SAO VICENTE DO SUL-RS (inmet) DADOS CAPITAIS (CHUVA) Pelas estações do INMET, hoje: Palmas-TO: 1,6mm Boa Vista-RR: 1,6mm Aracaju-SE: 0,6mm Salvador-BA: 65,8mm Vitória-ES: 1,8mm Florianópolis (São José)-SC: 34,4mm (CHUVA DE ONTEM) Pelas estações do INMET, ontem: Macapá-AP: 1mm Belém-PA: 15,8mm Palmas-TO: 10,6mm Manaus-AM: 11,8mm Teresina-PI: 0,6mm Fortaleza-CE: 1,2mm Natal-RN: 1,6mm João Pessoa-PB: 1,6mm Recife-PE: 6,8mm Brasília-DF: 2,8mm Goiânia-GO: 42,8mm Cuiabá-MT: 5,4mm São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 1,6mm Curitiba-PR: 0,8mm (VENTO) Pelo INMET, ontem: Não foram registradas rajadas de vento significativas (acima de 50km/h) no dia de ontem. Hoje pelas estações automáticas do INMET: Não foram registradas rajadas de vento significativas (acima de 50km/h) nas últimas horas. (TEMPERATURAS MÍNIMAS) Pelo INMET, nesta manhã: Macapá-AP: 24,4°C, mesma sensação Belém-PA: 22,6°C, mesma sensação Palmas-TO: 22,5°C, mesma sensação Manaus-AM: 24,3°C, mesma sensação São Luis-MA: 25,8°C, com sensação de 27,2°C Fortaleza-CE: 25,8°C, com sensação de 27,1°C Natal-RN: 26,7°C, com sensação de 28,7°C Recife-PE: 23,8°C, mesma sensação Maceió-AL: 23,5°C, mesma sensação Aracaju-SE: 25,4°C, mesma sensação Salvador-BA: 23,1°C, mesma sensação Brasília-DF: 16,8°C, com sensação de 16,6°C Goiânia-GO: 20,3°C, mesma sensação Cuiabá-MT: 24,2°C, mesma sensação Campo Grande-MS: 22,1°C, mesma sensação Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 19,7°C, com sensação de 19,0°C Vitória-ES: 22,2°C, mesma sensação Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 20,5°C, mesma sensação São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 20,1°C, mesma sensação Curitiba-PR: 18,3°C, com sensação de 17,5°C Florianópolis (São José)-SC: 21,1°C, mesma sensação Porto Alegre-RS: 20,1°C, mesma sensação (MÁXIMAS DE ONTEM) Pelas estações automáticas do INMET: Macapá-AP: 32,9°C Belém-PA: 33°C Palmas-TO: 31,3°C Boa Vista-RR: 31,5°C Manaus-AM: 30,7°C São Luis-MA: 31,8°C Teresina-PI: 33,9°C Fortaleza-CE: 32,2°C Natal-RN: 31°C Recife-PE: 32,7°C Maceió-AL: 32,8°C Aracaju-SE: 31°C Salvador-BA: 31,1°C Brasília-DF: 25,3°C Goiânia-GO: 28,8°C Cuiabá-MT: 34,6°C Campo Grande-MS: 30,4°C Belo Horizonte (Pampulha)-MG: 29,7°C Vitória-ES: 30,2°C Rio de Janeiro (Forte Copacabana)-RJ: 29,4°C São Paulo (Mirante de Santana)-SP: 29,5°C Curitiba-PR: 22,6°C Florianópolis (São José)-SC: 24,5°C Porto Alegre-RS: 28,2°C